Últimas Resenhas

Setembro Amarelo: em entrevista, a psicóloga Fabíola Sousa fala sobre o tema e a importância da campanha

Em entrevista concedida à jornalista Ana Cláudia Esquiávo  para o Editorial Eco Literário, a psicóloga Fabíola Sousa fala sobre os motivos que levam as pessoas a cometerem o suicídio e também sobre a “depressão sorridente”, uma perigosa doença que mascara sintomas de depressão  e pode levar à graves consequências.

Essa iniciativa marca o terceiro aniversário do Editorial Eco Literário e coincide com a Campanha Setembro Amarelo sobre a necessidade de apoio às pessoas que sofrem de depressão e transtornos mentais que levam ao suicídio.

Resenha: Fique Comigo


Autora:
Ayòbámi Adébáyó
Editora: HarperCollins Brasil
Ano: 2018 
Página: 240 
Gênero: Ficção


    Finalista do Baileys Women's Prize for Fiction, este romance de estreia inesquecível ambientado na Nigéria dá voz a marido e esposa enquanto eles contam a história de seu casamento — e as forças que ameaçam destruí-lo. Yejide e Akin se apaixonaram na faculdade e logo se casaram. Apesar de muitos terem esperado que Akin tivesse várias esposas, ele e Yejide sempre concordaram que o marido não seria poligâmico. Porém, após quatro anos de casamento — e de se consultar com médicos especialistas em fertilidade e curandeiros, tomar chás estranhos e buscar outras curas improváveis —, Yejide não consegue engravidar. Ela está certa de que ainda há tempo, mas então a família do marido aparece na sua casa com uma jovem moça que eles apresentam como a segunda esposa de Akin. Furiosa, chocada e lívida de ciúmes, Yejide sabe que o único modo de salvar seu casamento é engravidar. O que, enfim, ela consegue — mas a um custo muito maior do que poderia ter imaginado. Um romance eletrizante e de enorme poder emocional, Fique comigo não apenas debate as questões familiares da sociedade nigeriana, como também demostra com realismo as mazelas e as dificuldades políticas enfrentadas pela população desse país nos anos 1980. No entanto, acima de tudo, o livro faz a pergunta: o quanto estamos dispostos a sacrificar em nome da nossa família? [SKOOB]


    Oi gente! Tudo bem? Primeira postagem no grupo e estou super ansiosa. Amo ler e conversar sobre as leituras com as amigas. E, participar deste blog será uma viagem maravilhosa. Hoje trago para vocês a minha impressão sobre este livro arrasador. Foi uma leitura muito importante que despertou vários sentimentos. Eu quero indicar para todo mundo!!! Não foi uma leitura leve, mesmo assim eu devorei. Este livro faz parte de um projeto que eu iniciei este ano. Estava em busca de sair da minha casinha(Zona de Conforto) e topei participar de uma viagem literária pelo mundo, está sendo uma experiência surreal e sempre que eu tiver um tempinho estarei aqui compartilhando com vocês minhas aventuras pelo mundo através dos livros e outras leituras.

    Falar sobre Fique Comigo é complicado, se você já leu me diga se concorda comigo. 

    No momento em que iniciamos a leitura conhecemos o casal Yejide e Akin já separados, deixando o leitor curioso em saber o que aconteceu. Alternando passado e presente a história é apresentada pelo ponto de vista dos dois protagonistas e a partir das narrações acompanhamos os anos de casamento e o que levou a separação. Vamos vivenciando a história deles, nos envolvendo a cada capítulo. 

5 Livros para sair de uma ressaca literária

  
    Olá queridos! E vamos de mais uma lista? A famosa, dolorosa e inevitável ressaca literária, que volta e meia escolhe alguns de nós para torturar. Muito que bem, certamente, há quem encare com mais dignidade do que eu, e aceite como uma etapa comum e até mesmo necessária aos nervos, mas para aqueles, meus pares, que vêem como um terrível inconveniente, reuni aqui alguns livros que só de bater os olhos pensei: Você foi feito para uma ressaca literária.    

    Passando longe de falar que são livros 5 estrelas, obras literárias ou coisa que o valha. Nada disso! Os critérios utilizados foram, principalmente, narrativa fluida - afinal de contas, já que nossos cérebros estão em colapso, é o mínimo que podemos fazer; Personagens carismáticos, mas com um apego emocional moderado; Trama no mínimo curiosa (um mistério como plano de fundo é muito que bem vindo); Romance e humor são desejáveis. Com isso, vamosss lá! 

Indicações de Romances de Época

     Olá gente! É um prazer enorme estar aqui no Literaleitura escrevendo, sou extremamente grata a Raquel por me conceder tal oportunidade e não havia outro meio de estrear aqui se não por uma lista - eu amo uma boa lista. 

        Vamos lá, em relação a romances de época, estou dando passos de bebê - sequer tinha qualquer contato com o gênero até cinco meses atrás, mas quando me aventurei de forma completamente despretensiosa na amada família Bridgerton,  fui vítima de amor à primeira vista. Após meses meio obcecada por tudo que Julia Quinn já lançou, foi como passar por um parto traumático assistir esses livros chegando ao fim.  E foi assim, órfã, emotiva, jurando não havia possibilidade de me apegar a outras autoras do gênero, que me vi redondamente enganada, pois quanto mais descobria, mais encantada ficava. Sim! Existe um mundo além da Julia Quinn! Rsrs

        E em uma proposta um pouco sommelier de romances de época, trago aqui uma lista com 5 livros que tomaram meu coração e definitivamente vale a pena conferir!

Evento ajudará mulheres a reconhecer abusos cometidos em relacionamentos amorosos

Chegando aos 50 mil seguidores no instagram, a cearense Amélia Lobo, criadora do perfil Desconstruindo a Amélia, conhecida pelo público feminino por debater questões de violência doméstica e empoderamento feminino convida a todos para o evento Amor não agride que iniciará com uma live no instagram no dia 15 de agosto a fim de debater as raízes da violência doméstica, alertando mulheres quanto aos abusos comuns que podem desencadear situações agressivas. 

Resenha: Japonês Prometido

Sem Fronteiras Para o Amor #3
Autora: Aline Sant'Ana
Editora: Charme
Ano: 2019
Páginas: 80
Gênero: Literatura Nacional; Ficção; Romance

* Livro cedido pela editora, referente à parceria 2020 

Eu prometi que não entraria em um relacionamento. Eu não poderia. Me apaixonar parecia errado em meio a tantos problemas que já estava enfrentando. E, mesmo que fosse muito novo para ser tão amargo, estava satisfeito com a escolha que fiz. Fugia dos meus pais e do autoritarismo, quase não saía, evitava ter amigos e fazia o que me dava verdadeiro prazer: ensinava aikido, junto com meu sensei.
Essa era o meu mundo.
Até Sakura decidir entrar nele.
Fui designado para dar aulas particulares para ela. Dia após dia, eu absorvi a sua beleza, a timidez, o sorriso, a força do seu caráter e o brilho daqueles olhos; eles me prendiam cada vez que tínhamos coragem de nos encarar.
Todas as técnicas das artes marciais que tanto ensinei, autodefesa e autoconhecimento não puderam me defender daquela mulher.
Eu só precisava me preparar para lutar contra a minha própria consciência, contra mim mesmo e contra o meu mundo, já que tinha a absoluta certeza de que, para um homem como eu, não havia espaço para amar alguém como ela.


E, fechando o primeiro livro físico, temos o terceiro conto dessa série de tirar o fôlego. Posso adiantar que sempre acompanhei um pouco da cultura japonesa através de alguns animes que assisti e sempre soube o quão reservados eles são para o romance. Sabendo que as histórias da Aline são sempre muito intensas, eu sabia que ela faria algo que arrebataria meu coração, mas eu estava ansiosa para saber como. E, claro, não fiquei nada decepcionada.