Resenha: Submerso

Autor: Eduardo Cilto
Editora: Outro Planeta
Ano: 2018
Páginas: 192

* Livro cedido pela editora, referente à parceria de 2018.

Aos dezessete anos, Dimitri não é mais capaz de enxergar a si mesmo quando encara o próprio reflexo no espelho. Dividindo seu tempo entre o colégio e um emprego na última locadora de filmes da cidade, ele vê sua realidade colidir quando um simples encontro com os amigos acaba sendo gatilho para uma de suas maiores crises.Lutando contra a nova vida e consigo mesmo, Dimitri é obrigado a passar o resto do ano em um acampamento para jovens desajustados que promete colocá-lo de volta aos eixos. Porém, um lugar que abriga tantos desajustados pode não ser tão perfeito quanto todos pensam. O que antes parecia ser a solução dos problemas, acaba se tornando apenas o começo de um dos maiores deles.

     Quando comecei o livro “Submerso”, sabia que ele teria um tema delicado e, por isso, fiquei com muito medo de acabar sendo romantizado, se tornar algo banal. Mas fiquei muito feliz em perceber que, pelo contrário, a obra mostrou uma realidade capaz de nos deixar com o coração apertado. Foi bem difícil começar essa resenha, pois foi um livro que me deixou bem incerta de como falar sobre os assuntos, mas também ansiosa para o fazer. Vamos então conhecer um pouco mais sobre ele?

Adaptação Literária: Para Sempre Minha Garota

Original: Forever My Girl
Direção: Bethany Ashton Wolf
Ano: 2018
Adaptado de: Forever My Girl (Heidi McLaughlin)
Elenco: Alex Roe; Jessica Rothe; Abby Ryder Fortson
Gêneros: Drama; Musical; Romance
Classificação: +14

Sinopse: 
Um homem (Alex Roe) foi um astro quarterback do futebol e estava pronto para se casar com sua namorada da escola (Jessica Rothe). Mas então ele a deixa no altar e decide seguir carreira na música country. Depois de se tornar um cantor famoso, ele volta para casa 10 anos mais tarde na esperança de se reunir com seu verdadeiro amor e também com a filha que ele nunca soube que tinha.

     Para começar, vamos esquecer essa sinopse bem ruim que encontrei do filme? Aqui, Liam, esse "homem" descrito na sinopse, é mostrado como um idiota por completo, porém, ele é só meio idiota. Vamos saber por quê? Venha, vou contar um pouco sobre "Para Sempre Minha Garota", um filme baseado no livro de mesmo nome, que tem tudo para aquecer nossos corações!

TAG Literária: Meus Namorados Fictícios

          Olá, pessoal!

     Como vocês bem sabem, ontem foi o tão famoso (e talvez não tão esperado) dia dos namorados aqui no Brasil, e eu resolvi publicar uma TAG aqui pra comemorarmos com a gente gosta. 

     Procurei algumas TAGs e a que mais me chamou atenção foi a feita no blog Leitora Voraz. A proposta é falar de 10 namorados fictícios e, não vou mentir, foi muito difícil escolher apenas 10! 

     Vamos lá?


Lançamentos Editora Planeta - Junho 2018

         Olá, pessoal!

     Junho chegou e com eles chegam também os lançamentos das editoras. Hoje vamos conferir os lançamentos da Editora Planeta? Tenho certeza que vão se encantar por alguns aqui!

Lançamento: [Renata R. Corrêa] De repente, tudo muda

          Oi, pessoal!


     Hoje estou trazendo uma novidade super especial! A nossa parceira, a autora Renata R. Corrêa, estará lançando em Julho, pela editora Pandorga, mais um romance! Isso mesmo, em breve teremos mais um maravilhoso romance disponível para vendas e como uma forma de conhecerem melhor o romance e a autora, ela estará, toda semana, disponibilizando algumas informações. E vamos trazer essas informações aqui no Literaleitura!


     Então, vamos conhecer um pouco mais da autora através de suas palavras? Essa semana ela irá contar um pouco sobre a sua trajetória na escrita e quando e porque decidiu escrever "De repente, tudo muda".


Bem, meu nome é Renata dos Reis Corrêa, assino minhas obras como Renata R. Corrêa, tenho 37 anos, sou médica oftalmologista por formação, sou casada e mãe de dois filhos, a Luma e o Luan, gêmeos, que estão com 2 anos e 3 meses. Vim de uma cidade bem pequena do interior de Minas Gerais, chamada Guimarânia-MG, de uma família sem muitos recursos.

Amo a Literatura desde sempre
Desde que eu me entendo por gente adoro histórias. Antes de saber ler, gostava de ouvi-las, e meu primeiro contador de histórias foi meu avô materno (quantas saudades!). Depois, quando entrei na escola e comecei a ser alfabetizada, tive a honra de ter tido minha mãe como professora, ela era excelente no que fazia, e talvez por não querer que os outros achassem que me protegia, acabou cobrando muito de mim. Mas até que não foi ruim, porque ela me mostrou que eu adorava aquilo. Adorava estudar e aprender. 

Lançamento - King, Poe, Lovecraft: Do Terror ao Horror

  Olá LiteraLeitores,

    É com muita alegria que venho contar para vocês que conseguimos renovar, mais uma vez, nossa parceria com a Editora Illuminare...

    ...estamos em festa com essa notícia, e para comemorar vim falar um pouquinho sobre um grande lançamento da editora. Quem é apaixonado por terror, assim como eu, vai adorar a novidade!