Resenha: Pétalas de Sangue #1

Autora: Estefania Cristina
Editora: Clube dos Autores/Amazon
Ano: 2015 
Páginas: 373


*Obra cedida pela autora.

    Sulivan Monteiro está convicto que, se Adrian Coolper não é culpado dos assassinatos mais cruéis de Manhattan, então é a chave para resolver o famoso mistério do Anjo da Morte. Como saber em quem confiar, quando todos parecem esconder algo? Esse é o maior desafio do investigador Sulivan. Enquanto uma calorosa paixão cresce é alianças são formadas, silenciosamente, o Anjo da Morte, faz suas vitimas.
    Para o famoso empresário Adrian Coolper, sua maior preocupação envolve um triangulo amoroso entre Lucy, a garota que deseja amar, e Sancler a mulher que já deseja ardentemente, mas é casada. [SKOOB]


     Títulos! O quão atraente eles podem ser? O quanto pode atrair para a história? Particularmente, acredito que ele seja o maior e principal marketing para um livro, visto que imagens de capas podem ocasionalmente mudar, mas o título não! É ele que atrai o leitor para o desconhecido, o atrai para o livro não lido, e isso, simplesmente comprova a sua importância: e precisa ser bem escolhido!

     O livro de hoje, na minha opinião, tem um desses títulos, é bonito, chamativo e... para mim, que sou apaixonada pelo gênero, é instigante! A obra, a qual me refiro, chama-se Pétalas de Sangue, ele é o primeiro livro da trilogia Intenso Desejo, de autoria de Estefania Cristina, ou Fany, resenhista aqui no Literaleitura e autora de fantasia e de outros romances.

     Pétalas de Sangue é um romance policial erótico, que por ser narrado em primeira pessoa, permite-nos conhecer com profundidade cada um dos personagens, podendo assim amá-los ou até odiá-los!

     O início do livro é marcado pelo misterioso assassinato de Ralfraude, que em muito se assemelha com o modus operandi usado décadas antes, por um serial killer conhecido como Anjo da Morte.

     A vítima é um dos funcionários da Max, empresa na qual o executivo Adrian – nosso protagonista – trabalha, e que por sua dedicação, acabara de obter uma merecida promoção.
A empresa se torna o cenário principal da investigação, já que um dos donos da instituição, Sullivan Monteiro, é um dos investigadores responsáveis pelo caso e desconfia de todos os seus funcionários, especialmente de Adrian, por quem tem certa antipatia. Ao mesmo tempo, o quadro de funcionários comemora a unificação da Max com a empresa In the Blue, surgindo então a MaxBlue.

    Graças a essa unificação, Adrian sai de Manhattan acompanhado pela sua recém-promovida secretária, Sancler Rofeman, para ficar alguns dias em Haust Vill, onde darão início a um novo projeto.

     Promoções e viagens a trabalho são bem comuns no mundo dos negócios, de forma que não haveria nada de mais, não fosse Adrian um perfeito conquistador, que aproveita a oportunidade para promover, à sua nova secretária, a mulher que há tempos deseja, Sancler. Ela, por sua vez, é uma mulher casada que se mostrou bastante competente e prestativa na empresa, assim como não economizou no charme para conseguir a mudança de cargo, sendo Sancler contratada há bem menos de um ano.

     A verdade, é que Adrian a queria, mesmo que por uma noite, afinal, essa era a relação que ele se permitia com qualquer mulher, receando um envolvimento mais sério. Sancler, no entanto, por algum motivo – que só ela conhece – almeja mais que tudo integrar o projeto em Haust Vill, onde vivera anos atrás, fato esse desconhecido na empresa.

    Se o envolvimento íntimo com Adrian estava nos planos de Sancler, eu não sei, mas esse não demorou para acontecer, de forma que acompanhamos as suas angústias e indecisões, pois largar o marido Humberto, um médico devoto da própria profissão, não lhe parece uma opção, já que acredita amá-lo e lhe dever a sua vida.

   Enquanto Sancler não se decide, Adrian investe em um relacionamento com Lucy Benjamin, também funcionária da empresa, é uma ruiva de personalidade mais amena que a rival, e embora mais tímida, há muito nutria uma paixão oculta pelo executivo, assim, mesmo com grandes chances de sofrer, se entrega de corpo e alma a ele, negando até mesmo as investidas do apaixonado Sullivan.

     A narrativa segue com Adrian em meio a um triângulo amoroso, é amante de Sancler, ao mesmo tempo em que cativa o amor e se envolve cada vez mais com Lucy, ficando cada vez mais confuso com o que deve fazer.

    Adrian, Sancler e Lucy, três personagens com personalidades fortes, marcantes e de intensos desejos, envoltos a muitos mistérios, os quais, de alguma forma, estão ligados aos assassinatos do Anjo da Morte.
   
   Resta a nós, desvendarmos o passado aparentemente enterrado de alguns dos personagens e descobrirmos os seus segredos mais profundos, numa trama com cenas picantes e riscos proeminentes!

     Para conhecer um pouco mais do trabalho da autora, visite o seu blog Escritora Estefania Cristina.

Por Juliete Vasconcelos,
autora da trilogia O Ceifador de Anjos

2 comentários:

  1. Olá! Sim, um dos marketing's mais usados é o título. Assim começa aguçando nossa curiosidade. Gostei da sua resenha e em breve vou pegar esse livro para ler.
    Beijocas.

    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha Juh,
    você como sempre é maravilhosa!

    Sucesso Sempre! :-)

    ResponderExcluir