Resenha: Um Ano Bom

Autora: Ana Faria
Editora: Letramento
Ano: 2016
Páginas: 320

* Livro cedido pela editora em formato físico, referente a parceria de 2018.

Christopher é um querido aluno da escola, sempre cercado de amigos e garotas. Vivendo seu último ano do Ensino Médio, com uma vida confortável até então, Chris vê seu mundo abalado quando uma nova aluna surge na classe, atraindo seu interesse e despertando em seu coração sentimentos nunca antes experimentados. A princípio Chris e Clara pareciam ser incompatíveis, mas na medida em que vão se conhecendo, muito do que acreditavam começa a ser questionado e o amor surge inexplicavelmente.

Um ano bom é um livro nacional, escrito pela autora mineira, Ana Faria. Publicado pela editora Letramento através do selo Bubble, o livro promete trazer um amor adolescente, capaz de aquecer os corações e fazer-nos reviver aquele nosso primeiro amor.

Da mesma forma que sou do mundo dos livros, sou do mundo das fanfics e, ao ler esse livro, ele me remeteu as fanfics classificadas como “clichês colegiais”. Mas se você pensa que isso é um ponto negativo, se engana!


O livro conta sobre uma turma específica do Ensino Médio, a turma de formandos daquele ano. Tendo como principal, Christopher, o garoto mais popular da escola, muito gentil e mulherengo. Chris, até então, gostava de curtir a vida, ficar com pessoas que sentisse interesse e aproveitar aquela fase que passava tão rápido. Mas, sendo aquele o último ano, carregado de promessas de mudanças, a maior de toda viria na forma de uma novata.

Quando viu Clara pela primeira vez, com seu jeito diferente de todas as outras meninas, com seus cabelos tingidos de vermelho, seu allstar surrado e todo o seu ar rebelde, Chris ficou intrigado com aquela menina que era todo o oposto dele. Mas, quanto mais a conhecia, mesmo que Clara apenas e fechasse para o conhecer, mais encantado o rapaz ficava, pois ela era uma aluna dedicada, extremamente inteligente e, contrariando o que todos diziam, bonita.

"Ela não conseguia perceber que quanto mais tentava se esconder, mais atraía olhares curiosos. Talvez, se fosse outra garota comum, pudesse passar despercebida, mas não, ela não tinha nada de comum, era muito diferente... E isso atraiu a atenção de Chris."

Quando se viu verdadeiramente encantado por ela, Chris decide que precisa tentar quebrar as barreiras daquela menina e mostrar como verdadeiramente é para ela. Ele não desistirá e bastará que Clara vença seus medos e preconceitos para se permitir viver esse romance que, apesar de jovem, é arrebatador.

 

Apesar de ser um livro com uma pegada jovem, achei ele com mensagens maravilhosas. Clara passou por uma situação em sua família que abalaria qualquer pessoa, que mudaria qualquer pessoa. E isso mudou, realmente. Tanto Clara quanto seu pai são pessoas com traumas e quebrados e o drama que eles vivem juntos, como família, nos traz uma reflexão acerca das pessoas. Talvez, aquela pessoa que julgamos estranha e fechada, seja assim porque ela tem medo de algo, porque ela sofreu com algo.

Chris também passou por uma situação complicada em casa, mas, ao contrário da moça, ele é alguém mais aberto para os sentimentos e é ele quem vai ser capaz de ensiná-la que mesmo com os machucados, ainda existe a felicidade. Que o futuro, nós fazemos.

Achei que Chris seria apenas um personagem popular que muda pela menina, mas aqui, a mudança é mais óbvia em Clara. É muito interessante ver isso acontecendo gradativamente. É claro que ele sofre algumas mudanças de pensamentos e ações, porém, ela fica mais em evidencia nesse quesito. Quanto a ele, é capaz de nos encantar até quando está se redimindo de um erro.

"Acho que você está com medo de sofrer por amor. Mas isso é inevitável. Todo mundo que ama, acaba sofrendo de alguma forma. Mas não podemos nos privarmos de sermos felizes por causa do medo." 

Todos os personagens recebem um destaque bom, mostrando a realidade escolar, ainda que um pouco exagerada (como a menina patricinha que quer humilhar a “esquisita”). Mas tudo que acontece, mostra essa realidade de uma forma mais crítica, o que, para o público jovem, pode servir como uma reflexão.

Nenhuma ponta fica solta e, apesar de previsível, a leitura é tão gostosa que não me importei de já saber o que aconteceria no final.

A capa do livro lembra um caderno, com destaque para o título e o nome da autora marcado, imitando um marca texto colorido. Gostei bastante da arte, inclusive com a menina, com as mesmas características de Clara. A diagramação também é simples, com fonte e espaçamentos bem confortáveis. Encontrei poucos erros de digitação e em um momento a diagramação ficou fora do padrão, mas nada que prejudicasse o aproveitamento da leitura.

Recomendo a leitura a todos que gostem de leituras mais levem e joviais, especialmente se for um leitor público alvo. Um ótimo livro para curar ressaca literária e nos fazer reviver o sentimento de “amor adolescente”. 

"Aprendi que paixão e amor são coisas diferentes. Que paixão é um sentimento impulsivo e pode se tornar inconsequente e até mesmo doentio. Contudo, o amor é um sentimento nobre, mas envolve também atitudes."


Classificação:

Gênero:
Literatura Nacional
Romance
Juvenil




14 comentários:

  1. Gostei bastante da sua resenha e dos pontos que ressaltou, mas confesso que não é uma leitura que me atraia, então dessa vez irei deixar passar, mas mesmo assim, obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  2. Como a amiga aqui em cima, eu também não sou chegada muito no gênero romântico e nem muito em núcleos adolescentes, etc, achei interessante como você abordou tudo na resenha e cada ponto que você colocou. E a ideia do livro ser em formato de caderno, com certeza, foi muito criativa!

    ResponderExcluir
  3. Olá, parece ser uma daquelas leituras de aquecer o coração, gostei bastante da dica apesar de não gostar muito desse clichê colegial haha.. Mas é uma ótima dica e a capa do livro é linda!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Pela sua resenha essa me parece ser uma obra tão gostosinha! Vi algumas fotos desse livro no instagram e nao dava nada por ele, agora já mudei totalmente de opinião, os personagens parecem cliches mas ainda assim tem uma mensagem interessante.

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu nunca tinha ouvido falar sobre este livro, mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura!

    Adorei o design tipo caderno, e acho ótimo que todas as personagens têm o seu destaque! Realmente, agora estou a precisar d euma leitura assim leve e jovial!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Oii Fernanda

    Acho esse tipo de leitura bem legal pra quando a gente tem aquela lista de livros super densos pra ler e precisa de algo pra quebrar um pouco esa tensão, además como vc disse o livro apesar de juvenil toca em temas legais. Gostei da dica.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu não conhecia, mas percebi que esses livros voltados para o público jovem tem muito a nos ensinar. Adorei!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Que legal essa história Fe!
    Achei que mesmo com uma pegada mais jovem apresenta uma dinâmica bem legal.
    Uma dica pra galerinha mais young também por causa dos questionamentos da idade.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  9. Parece ser uma leitura bem gostosa, mas não é o tipo de obra que procuro no momento. Como ja passei muito da idade do publico-alvo, meus interesses acabaram mudando. Mas tenho vários filhos de amigos e familiares passando por essa fase e anotei a dica para presentear.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Fernanda. Quando vi a capa eu achei que era uma biografia de youtuber, mas achei a premissa bem interessante e parece uma leitura bem legal de conferir. Gostei bastante da sua resenha.

    ResponderExcluir
  11. Olá, gostei de conhecer esse livro pela sua resenha. A capa é mesmo muito lindinha. Bom saber que ele passa boas mensagens, fico mais animada para ler.

    ResponderExcluir
  12. Confesso que o livro é muito teen pra mim, por outro lado, as mensagens e os assuntos familiares que ele aborda são atrativos para mim. Levando em consideração a leveza e despretensão do livro é uma boa pedida para curar ressacas literárias.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu adorei conhecer a história. Pela resenha me parece ser um livro bem fácil e com um tema bem atual já que passar pela adolescência é bem difícil e adorei a personagem principal Clara.

    Beijos
    Florescendo Livros

    ResponderExcluir
  14. Oi Fernanda, como está?
    Eu gostei MUITO da inversão de clichês nesse livro. Foi bem interessante a ideia da protagonista "moça impopular" ser quem precisa mudar mais. Claro que o protagonista masculino também mudou, mas adorei essa "subversão". Acho que esse tipo de livro ainda precisa investir mais nessas trocas de viés.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir