Resenha: Escarlate #2

Autor: Tiago Leão
Editora: Editora Letramento
Ano: 2017 
Páginas: 200

À medida que a guerra se alastra por aldeias e reinos misteriosos, a Terra de Lúmens se divide entre criaturas mágicas e sombrias. O nefasto Senhor das Máscaras aumenta sua influência, e seus servos crescem em número e poder, enquanto a vitória da Comissão do Astro depende dos Guardiões das Pedras da Lua. 
No entanto, Bernardo e Luísa precisam conciliar sua missão com a dolorosa perda. Após a queda de seu amigo Milo, e, com a iminente guerra que se aproxima, o menor sinal de fraqueza pode ser fatal. O quarto período lunar está cada vez mais próximo, a última Pedra continua desaparecida e os Guardiões temem que a magia da lua esteja prestes a desaparecer para sempre. Entre lobos, elfos e dragões, a Grande Guerra toma forma, ameaçando Lúmens e a antiga paz entre os dois mundos.
    

    *Obra cedida pelo autor.


    O mundo literário é mesmo fabuloso, não é verdade? No meu ponto de vista, com certeza é! 

     Os leitores do jovem escritor e jornalista Tiago Leão – ele escreveu seu primeiro livro aos 16 anos e o lançou aos 22 – que aguardavam ansiosos pela continuidade de sua história já comemoram o lançamento do volume 2!

    “Pouco mais de dois anos depois, o sonho volta a se realizar! Obrigado meu Deus, por mais essa vitória! ” — Postou o escritor Tiago Leão nas suas redes sociais referenciando o lançamento do seu segundo livro da Saga Lúmens.


    Anteriormente, enquanto leitora, aventurei-me na leitura de muitas narrativas, que me agraciaram com incontáveis momentos de puro prazer, muito tempo depois, enquanto blogueira literária - e aspirante a escritora - senti-me nos bastidores desse universo fantástico, onde tive o privilégio de conhecer não somente as histórias, mas as pessoas por trás delas: os autores dotados de mentes criativas! Uma dessas pessoas é certamente o autor Tiago Leão.

     A saga de literatura fantástica contará com quatro volumes, onde o volume 1, intitulado A Fabulosa Terra de Lúmens foi lançada em 2014 pela Chiado Editora, enquanto o volume 2, intitulado Escarlate foi lançado dia 18/02/2017 pela Editora Letramento.
“A lua se apagou totalmente, se tornando apenas um globo vermelho e vazio no céu. Apagada, morta, escarlate como o sangue. ” — Capítulo 12 de Escarlate.
     A narrativa de Escarlate mescla mitologias nórdicas, célticas, grega, de alguns povos do Oriente Médio e outras que desde muito tempo fascinam leitores das mais variadas faixas etárias. Assim, nos deparamos com elfos, grifos, ogros, gárgulas, centauros, vampiros e outros seres mágicos que sempre mexeram com o nosso imaginário, o que nos garante uma agradável aventura.

    E é no Bosque do Poeta que a trama de Escarlate inicia, onde os amigos grifos, Falco e Gamaliel, festejam entre os Elfos Pardos, os seres que vivem ali.

     Um início feliz, não fosse o dom do sábio Gamaliel alertando-o sobre um evento sombrio, que para completar a sua preocupação, logo são avisados sobre a aproximação de um exército de ogros, deixando claro um ataque proeminente.

     A consciência do que estão prestes a enfrentar, faz com que o grifo voe em busca de ajuda, ou certamente serão massacrados por seus inimigos, enquanto isso, os que ficam se preparam para a inevitável luta, que não demora para iniciar...

     Enquanto isso, os guardiões das Pedras da Lua, Luísa e Bernardo se entregavam à dor e ao desespero, embora ainda não pudessem acreditar no que o ataque surpresa que sofreram havia de fato ocasionado: a morte do amigo e também guardião, Milo. O sofrimento dos jovens guardiões chega a ser palpável, onde até mesmo a recusa de Luísa em aceitar o que acontecera ao amigo é capaz de deixar-nos profundamente tristes. A frustração que sentem por não terem conseguido salvar Milo, assim como a indignação por não terem recebido qualquer ajuda da Comissão do Astro durante o ataque, também são compartilhados pelo leitor.

     Os grifos Gamaliel e Falco, os Elfos Pardos, Luísa e Bernardo, e todos os seres da Fabulosa Terra de Lúmens enfrentam a fúria e ganância do mesmo inimigo: o Senhor das Máscaras, que tudo que quer é obter as Pedras da Lua para reter todo o seu poder, e consequentemente, aniquilar todos os inocentes que se recusam a servi-lo.

     Enquanto o sangue é derramado no Bosque do Poeta, Luísa e Bernardo carregam a certeza de terem fracassados, assim como o desejo de regressarem para casa – afinal, nem sequer o amigo eles puderam proteger – já não tinham esperança de concluírem a missão de esconder e proteger as Pedras da Lua, mas Netuno, um lobo amigo, surge trazendo alguma esperança.

     Netuno dá-lhes a chance de adentrar o portal do mundo dos mortos, para que possam não só trazer Milo de volta à vida, mas restituir os poderes da lua que regem toda Lúmens, já que com a morte do garoto, o poder da pedra se fora com ele.  Assim, os dois amigos se encheram de coragem e adentraram o portal, numa busca contra o tempo e sem saber o que iriam encontrar ou enfrentar, sem qualquer certeza de que conseguiriam resgatar o amigo, mas certos que poderia ser uma aventura sem chances de retorno até mesmo para eles.

     Se antes a terra de Lúmens esteve nas mãos dos três guardiões, dotados dos poderes das pedras e amparados pela Comissão do Astro, agora tudo dependeria de Bernardo e Luísa, munidos apenas pelo desejo de salvar o amigo e consequentemente salvar Lúmens.

     Tiago Leão nos contempla com uma trama bem escrita, em que luz e trevas se enfrentam, onde apenas a união advinda de uma amizade verdadeira – entre os três guardiões – e a confiança que lhes é devotada, assim como a perseverança desses protagonistas é que fazem toda a diferença. Não somente nas entrelinhas, mas ao longo de toda narrativa, o leitor inspira essas e outras importantes lições.

     Agora, que tal você se aventurar com os jovens guardiões em Lúmens nas páginas de Escarlate?

     Por fim, convido você a conhecer um pouco mais do autor e seu trabalho lendo abaixo a entrevista que ele gentilmente concedeu ao blog.




Bônus
Entrevista

     Biografia resumida: Apaixonado por livros, gatos, dias frios e filmes, Tiago Leão é escritor e jornalista. Mineiro da gema, Tiago sempre amou contar histórias, o que o levou a escrever seu primeiro livro, A fabulosa terra de Lúmens, aos 16 anos de idade.  O livro foi publicado no Brasil e na Europa em 2014 pela Chiado Editora, e figurou entre os mais vendidos nos sites das livrarias Cultura e Saraiva. Seja na subjetividade da Literatura ou na objetividade do Jornalismo, Tiago está sempre lendo, escrevendo e descobrindo novos mundos entre as letras.
    Livros publicados: A fabulosa terra de Lúmens (2014), Escarlate (2017).
    Onde estão publicados: Chiado Editora e Letramento, respectivamente.
    Livros que serão publicados: Diário de Isadora (sem data de previsão).


  1. O que te inspira a escrever?
R: Tudo! Eu não quero parecer clichê, mas, realmente qualquer coisa pode me inspirar! Uma melodia, uma pessoa, uma história e até mesmo uma fotografia. Sempre tento observar no universo a minha volta aqueles pequenos detalhes inspiradores. O último livro que escrevi, por exemplo, surgiu, após eu ter ouvido um coro de Natal.
  1. Quanto tempo aproximadamente você levou para escrever seu primeiro livro?
R: Aproximadamente seis meses. Eu escrevi A Fabulosa Terra de Lúmens com dezesseis anos de idade, então precisava conciliar o tempo de escrita com os horários da escola.
  1. Que temas aborda em seus livros?
R: O pano de fundo é o mundo fantástico, uma batalha entre a luz e a escuridão em prol dos poderes da lua e, lobos, muitos lobos! Risos
  1. Qual a história por trás das suas histórias?
R: Na verdade, a principal mensagem do livro é a amizade. Eu sempre me considerei sortudo pelos amigos fiéis e incríveis que tenho a minha volta e no livro é possível perceber que o que move o trio de protagonistas é o carinho e a união entre eles.
  1. Você se sentiu incentivado para escrever e posteriormente publicar seus livros?
R: Eu não tinha a pretensão de me tornar um escritor. Hoje em dia, é comum você ver jovens autores e livrarias abarrotadas com novas publicações, mas quando eu escrevi o meu livro, era algo incomum um garoto da minha idade querer escrever. Eu criei o universo de Lúmens para mim, como a minha história ideal, mas depois, algumas pessoas viram potencial no livro e então me incentivaram e ajudaram a correr atrás da publicação.
  1. Quais as maiores dificuldades que você enfrentou ao longo dessa caminhada (começar a escrever até publicar)?
R: Foram seis anos buscando editoras, eu tinha praticamente quinze anos e estava buscando espaço em um mercado que, na época, era de maioria adulta. Foram vários “nãos” e o livro ficou um bom tempo engavetado. Acho que, como autor desconhecido, foi difícil romper o descrédito de muitos editores.
  1. Quais seus objetivos ao escrever um (ou mais) livros?
R: Emocionar o meu leitor. Para mim, o livro deve ser algo instrutivo, instigante e prazeroso. Se o meu leitor se divertiu, se emocionou e, até se inspirou lendo a minha obra, o meu objetivo foi alcançado!
  1. Que conselhos daria a um aspirante a escritor?
R: Leia! Leia de tudo. Não adianta ler apenas os livros similares ao gênero que deseja escrever. Leia os clássicos, os desconhecidos e os populares, mas leia. Depois, comece a escrever. Muitos colegas demoram a escrever, pois desejam chegar à trama perfeita, mas apenas escrevendo, reescrevendo e escrevendo mais uma vez, sua história começará a tomar alguma forma. Não planeje. Faça!
  1. Quer contar/acrescentar algo?
R: Eu estou muito feliz, pois publiquei o meu segundo livro! Escarlate é a continuação de A Fabulosa Terra de Lúmens e faz parte de uma Saga que deve contar com mais dois livros. Convido todos a conhecerem o meu trabalho e a explorarem o universo da Saga Lúmens. Eu tenho um perfil no Wattpad, uma página no Facebook, onde o pessoal terá acesso ao primeiro capítulo do Livro Um e tenho o meu blog “Tiago Leão”, com todo meu trabalho, inclusive como jornalista!


    Ao escritor e jornalista Tiago Leão, parabenizo por mais essa realização, deixo meus votos de sucesso para seus livros já publicados e futuros trabalhos, mas principalmente, deixo minha admiração, pois por vezes me deparo com o amor dele pela escrita e pelo seu profissionalismo através de seus vídeos e nas redes sociais, o que me faz pensar instantaneamente o quanto você - Tiago Leão -  representa muitos outros autores, inclusive a mim.



Por Juliete Vasconcelos,
autora da trilogia O Ceifador de Anjos

Nenhum comentário:

Postar um comentário