Resenha: Avenida Murkinesse 666



Organização: Rô Mierling 
Autores: Rick Spitaleti, Tito Prates, Fábio Gomes, Lorena Caribé, Karina Gabrielle, Gustavo Cruz, Perla de Castro, Ailton dos Santos Aragão, Lucas Corey, T. J. Nicodemus, Roberto Mello, Camila M. P. Machado, Lana Gomes, Antonio Cesar Ribeiro, Vanessa Honorato, Roberto Ferrari, Fernando Nunes, Alexandre Braoios, Lisa Hallowey e Flávio Karras
Editora: Illuminare
Páginas: 116
Ano: 2017


      *Obra cedida pela editora, no formato digital para resenha, referente a parceria de 2017.

    Uma cidade onde a poeira está sempre no ar e nas noites, que em geral possuem muitas nuvens, a lua quase não ilumina as estreitas ruas e as mal fadadas avenidas. Localizada próxima ao Deserto de Tule, Arizona, EUA, a pequena cidade está na divisa com o México, favorecendo o aparecimento dos mais inusitados e insólitos personagens. 
    Na pequena cidade, um velho prédio tem uma história triste e macabra. Localizado na Avenida Murkinesse 666, o prédio foi construído pelo governo na década de 50, para ser cedido a famílias necessitadas. Muitas dessas famílias passaram a habitar o prédio, e tiveram ali suas histórias interrompidas quando na década de 60 múltiplos assassinatos mancharam de sangue as paredes e escadarias do sinistro prédio. Em cada apartamento morava uma ou mais crianças.
    Na madrugada do dia 31 de outubro de 1966 por volta das três da madrugada, a eletricidade do prédio foi subitamente interrompida (ou cortada) e na escuridão total, passos apressados se ouviram nos corredores de todos os andares. Portas foram abertas e todas as crianças foram arrancadas de seus apartamentos. Suas famílias, em desespero, saíram a procura de seus filhos, netos ou sobrinhos. Mas na noite escura nada se podia fazer. O dia amanhece e na portaria do prédio se via um rastro de sangue que levava ao final da avenida, onde os corpos de todas as crianças jaziam mutilados. 
    A polícia foi acionada, e interditaram todo o prédio. As famílias foram relocadas em outros lugares e as investigações duraram meses, sem encontrar explicações ou suspeitos. Na dúvida, o prédio ficou interditado e com o tempo passou a ser uma construção abandonada.
    O tempo passou e na virada do século, mais precisamente no ano 2000, o governo local fez umas poucas reformas no prédio e o liberou para moradia de famílias consideradas marginalizadas. Sem cobrança de aluguel, qualquer família que chegasse ao prédio, e tivesse coragem, poderia habitá-lo. Aos poucos, drogados, prostitutas, jogadores e diversos indivíduos de moralidade dúbia tomaram conta do prédio e seus devidos apartamentos. 
    Uma das primeiras moradoras foi a Sra Loneliness, idosa, para quem a luz do dia era desagradável. Uma senhora raquítica, com pele muito branca, costas encurvadas e cabelos pretos acinzentados, sebosos e sem vida. Pela sua intolerância a luz do dia, ela optou por se abrigar no porão do prédio, uma área relativamente grande, com um banheiro e uma pequena área interna. Recolhendo móveis em lixeiras ou comprando em pequenas garagens de móveis usados, conseguiu reunir o básico para tornar o porão habitável. Sendo a primeira a se abrigar no velho prédio, passou a rondar os corredores, logo ao anoitecer, varrendo o lixo, tirando os entulhos e verificando uma ou outra pequena coisa que pudesse arrumar naquela depreciada construção. A Sra Loneliness tornou-se a "zeladora" do 666 da Murkinesse.
    Em 2016, o prédio possui cinco andares, quatro apartamentos por andar e todos os apartamentos ocupados pelos mais diferentes moradores. Do quinto andar, todos os apartamentos tem vista para o pequeno cemitério onde descansam os restos das crianças mortas na Noite do Inferno. 
Mas quem mais mora no 666 da Murkinesse? Quem são as crianças que acenam pelas janelas do prédio em certas noites escuras? Porque tanto barulho nos corredores ao se aproximar as três da madrugada? Quem são os verdadeiros e atuais moradores desse prédio tão cheio de escuridão e sombras?

    Você acredita em construções com alma demoníaca?

    A escolha será sua: manter distância ou fazer-nos uma visita.


    ‘Avenida Murkinesse 666’ é uma obra repleta de suspense, contendo personagens misteriosos e ambientado em uma atmosfera sombria. O livro é o resultado da 1º Oficina Literária - Contos, organizado pela escritora Rô Mierling, composto por vinte capítulos, sendo cada um deles de responsabilidade de um dos autores, e em cada conto vamos conhecendo um pouco da vida de cada morador, suas angústias e medos.

    No início da obra, como revela a sinopse, temos uma pequena introdução inserindo o leitor nesse ambiente sinistro. O local, um edifício abandonado... O massacre ocorrido a 50 anos que seria o grande porquê do prédio ser considerado assombrado. Mas quanto a causa dos terrível assassinato de dezenas de crianças que moravam no local, isso não se sabe ao certo...é uma mistério.

    Mesmo com diferentes medos, todos os moradores passam por experiências envolvendo espíritos das crianças que morreram no ‘A Noite do Inferno’, nome dado ao terrível acontecimento, sejam elas através de sonhos, aparições ou sons das crianças correndo pelos corredores. Aos poucos vamos conhecendo os moradores, suas experiências antes de tornarem-se residentes do edifício e o que o destino reserva para eles durante sua estadia no local.


    O livro traz contos de suspense bem interessantes e de muita criatividade, mesmo que cada um deles aborde temáticas diferentes com personagens e situações distintas, alguns conseguem entrelaçar os personagens mostrando a convivência e interação entre eles, em momentos do dia a dia, na convivência dos vizinhos do edifício. Uma personagem corriqueira no decorrer do enredo é a zeladora, a Sra. Loneliness, que aparece em muitos contos, interagindo com o morador centras da história.

    Sou muito suspeita para falar quando o assunto é terror e suspense, pois gosto muito do gênero, também sou apaixonada por livros de contos, pois é possível conhecer diversas histórias, que mesmo possuindo poucas páginas nos fazem viajar e conhecer inúmeros personagens. 
    Gostei bastante dos contos, mas alguns enredos chamaram muito minha atenção, como ‘Leite derramado’, ‘Pela Janela’, ‘Lindsay’ e o desfecho onde conhecemos um pouco mais sobre a zeladora do edifício em ‘Notas da Zeladoria’.



    Quanto a diagramação, como o exemplar que li foi digital, não posso falar muito sobre coloração de páginas, mas quanto a fonte e detalhes dos capítulos, nisso a edição está impecável.

    Gostei de conhecer e ter a oportunidade de ler a obra, achei muito interessante a proposta do curso, o entrelaçamento das histórias formando um enredo conciso de modo a atender a premissa inicial. 

Classificação

Gênero
Contos
Suspense

23 comentários:

  1. hey, nao conhecia a obra, contudo ja ouvi falar dessa oficina
    eu nao leria pois nao eh meu tipo (genero) entao n me interesso kk
    ah, eu adorei essa forma de q cada um escrevia uma parte
    contudo, fico feliz que vc tenha apreciado a leitura

    perolasdelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá,tudo bem?
    Apesar da premissa da obra ser bem legal, confesso que o livro não me conquistou. Gosto de livros de contos mas evito os de terror. Pode medo talvez, infelizmente o gênero não me atrai. Fico feliz que você tenha curtido a leitura, no aguardo das próximas dicas. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi!!
    Eu adoro suspense, não conhecia esse livro.
    Estou me acostumando a ler contos e quando são de suspense eles chamam mais a minha atenção.
    Fiquei bastante curiosa com relação ao livro e louca para conhecer alguns contos.
    Adorei a dica.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Oiii Quel, tudo bem?
    Fiquei bastante interessada em realizar a leitura desse livrinho, principalmente em relação ao gênero, terror e suspense é um dos que mais em agradam em todos os momentos, a minha estante possui muito disso e sei que seria uma ótima pedida.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Nossa, menina!!!
    Que história macabra! Fiquei até com medo... rsrsrsrs... Mas, mesmo que seja aterrorizante, a capa do livro consegue ser muito bonita, apesar de lúgubre! Está notado o livro e quando tiver oportunidade eu vou ler, com certeza! Seu blog é muito organizado e bonito! Parabéns! Beijão!
    Drica.

    ResponderExcluir
  6. Oi Quel, gostei da premissa do livro e da forma como ele foi concebido. Adoro suspenses e minha expectativa está em ver se as diferentes escritas estão coesas. Bjs

    ResponderExcluir
  7. Que projeto interessante! Gostei do cenário criado para que os autores escrevessem suas histórias.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  8. Olá! Adoro livros de contos e achei a proposta desse bem interessante, com cada autor contribuindo para uma partezinha da história e conseguindo, pelo que você descreveu, com sucesso entrelaçar os pontos da trama. Eu não sou tão fã de terror, mas achei bem legal. Com certeza leria.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olha só!! Fiquei curiosa com esse livro, parece de arrepiar!! rsrs Dica anotada. bjs

    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. caaara, fiquei muito empolgada com essa antologia. amo contos, ainda mais de terror e com essa ambientação tão atraente... bacana alguns personagens acontecimentos se entrelaçarem...
    queria mto uma versão fisica *--*

    bjs, Quel...

    ResponderExcluir
  11. Infelizmente não faz muito o meu gênero essa leitura, mas gostei de ver sua opinião sobre esse livro, eu não conhecia mas gostei. Parabéns pela resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Vou dizer aqui, cá entre nós, sou muito medrosa e não leio livros do gênero. Nunca li nada, e apesar da curiosidade, o medo fala mais alto e acabo por não ler livros assim.
    Fiquei curiosa para ler, pois parece existir um mistério em volta desse prédio, mas deixo essa passar.
    Que bom que você gostou do livro, essa é a parte mais importante.

    ResponderExcluir
  13. Olá
    Parabéns pela resenha, esses contos fogem um pouco do meu estilo de leitura, mas gostei de como vc os descreve, parecem ser bem interessantes. Quem sabe mais pra frente eu dou uma oportunidade ;)

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem? Ai meu socorro posso fugir pelo outro lado? HAHA não sou muito fã do tema dos contos, mas acho uma ótima para quem curte. Que bom que temos a presença de vários contos bons. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Se eu estiver engana, por favor, me corrija, mas pelo que entendi. O livro é resultado de um curso de escrita criativa, ok? Infelizmente, quando percebo aspectos de escrita criativas em qualquer obra, não consigo continuar a leitura e tenho visto isso com uma frequência assustadora. Pra mim um curso de escrita criativa é como trocar Picasso por Romero Brito, não funciona. de qualquer forma, me corrija se estiver errada.

    ResponderExcluir
  16. Olá, desta vez eu passo a dica, pois não consigo ler esse tipo de livro, mas mesmo assim gostei muito de saber mais sobre esse livro, gosto sempre de me manter informada sobre obras literárias mesmo que eu não vá ler. Bjs

    ResponderExcluir
  17. Oi Quel, falou em suspense mexeu comigo, mesmo que seja apenas contos. Não conhecia este livro, e como não li nada da autora, será uma boa oportunidade de conhecer seu trabalho.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Adorei saber sobre essa história com várias outras histórias haha..
    Fiquei bem curiosa aqui, pois adoro livros de suspense com aquele terro haha.. anotei a dica e irei conferir em breve!

    Beijos!
    http://blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Apesar de gostar de livros de contos este não chamou minha atenção! A capa é linda, mas a sinopse não em cativou e apesar de sua resenha estar muito bem escrita, o gênero não é o que aprecio na literatura! Mas fico feliz que tenha gostado!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Eu cheguei a baixar esse livro quando ele saiu gratuito, mas acabei esquecendo de ler e ele ficou lá atrás no meu Kindle, infelizmente. Mas adorei poder conferir a sua resenha e acho que seria uma obra bem interessante de conferir, principalmente pela temática.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Olá! Estou me aventurando nesse gênero rsrsr, gostei bastante da sinopse, te confesso que deu calafrio e medo. Gostei dos pontos que você abordou, me deixou curiosa, beijos!

    ResponderExcluir
  22. Olá!!
    Pelo jeito a oficina foi um sucesso hein.., a premissa me parece muito bacana e acredito que vai chamar muita atenção de quem curte contos e terror, mas infelizmente eu não me dou bem com contos kkkkkk por isso passo a dica dessa vez!!!

    Beijokas

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bem?
    Adorei a ideia desse livro, deve ser bem interessante ver como cada autor desenvolveu seu o seu capítulo e a sua percepção da mesma premissa. Mesmo sendo bem medrosa para livros de terror e suspense, já estou querendo ler esse.
    Bjs!

    ResponderExcluir