Resenha: Vincent Hughes - Antes da Coleção

Autora: Juliete Simões
Editora: Sekhmet
Ano: 2017
Páginas: 205

    Vincent Hughes nasceu e cresceu em meio ao conforto e aos cuidados de sua mãe, mas nem sempre a felicidade se fez presente em suas vidas! Seu passado revela como o aparente homem perfeito trilhou por um caminho sem volta, tornando-se um colecionador de fetos, o famoso serial killer conhecido como Ceifador de Anjos. [SKOOB]

Por Ana Cláudia Esquiávo

         O que leva uma pessoa a se tornar um assassino frio e calculista? Como nascem os psicopatas? Essas eram as perguntas que eu me fazia quando li o livro O Ceifador de Anjos da escritora Juliete Simões. A obra, que em breve será lançada na sua versão física, despertou muitas dúvidas em leitores curiosos e ávidos para descobrirem os motivos de uma inusitada e macabra coleção.
           Vincent Hughes, antes da Coleção revela toda a infância e adolescência do famoso colecionador de fetos do Wattpad. A autora foi inteligente ao fugir do estereótipo da vítima de uma sociedade cruel ou de pais desleixados e violentos. Vincent recebeu amor e carinho de sua mãe, essa sim a grande vítima de toda a história. Jenna Hughes não conseguiu que seu filho tivesse uma boa referência masculina durante a sua infância. Era inocente, caiu nas mãos de um crápula e sofreu até as últimas consequências graças a sua ingenuidade.  Esse comportamento pueril inclusive me fez lembrar Donna na época que nutria um grande amor por Vince.
            A autora esclarece todos os mistérios do primeiro volume em uma leitura ágil, dinâmica e sem ser muito didática. O livro, apesar se não ter a narrativa thriller do primeiro, consegue prender o leitor do início ao fim, pois Juliete consegue transmitir toda a sua mensagem sem rodeios e delongas.
Essa é uma leitura obrigatória para todos os leitores que estão curiosos para concluírem os desfechos do primeiro volume; disponível no terceiro livro da trilogia “A última Ceifa”. Vincent Hughes - Antes da Coleção também mostra a chegada de Donna na vida de Vince e da  carismática personagem Adele.
            Conseguimos concluir o que Vince é um assassino cruel, que ceifa a vida de suas vítimas por motivos torpes e banais. Vince se encaixa perfeitamente na definição de psicopatia sob a luz da psicologia: distúrbio mental grave em que o enfermo apresenta comportamentos antissociais e amorais sem demonstração de arrependimento ou remorso, egocentrismo extremo e incapacidade de aprender com a experiência. Essa é a definição do Vincent Hughes, mostrada com bastante clareza nesta obra.
                                                                

Classificação


Gênero 
Romance policial
   

                  Ana Cláudia Esquiávo é jornalista e escritora

Um comentário: