Resenha: A Torre

A Serviço Secreto e Sobrenatural de Sua Majestade
            The Checquy Files (livro 1)

Autor: Daniel O'Malley
Editora: Leya
Ano: 2016
Páginas: 432

*E-book cedido pela editora para resenha referente a parceria de 2015.

SINOPSE
    Misterioso e hilariante, “A Torre” é uma fantasia que promete fisgar os fãs de fantasia do princípio ao fim.

    Muito suspense, certa dose de humor, uma heroína capaz de deixar Katniss Everdeen, de Jogos Vorazes, no mínimo intimidada e uma carta encontrada no bolso que começa assim:


"Querida Você... o corpo que está usando costumava ser meu."

    Encharcada pela tempestade que cai sobre o parque, ela ainda não sabe por que está cercada de cadáveres. Muito menos por que todos usam luvas de látex. Sem escolha, ela decide seguir as orientações deixadas nessa carta e encontra outras duas. Uma carta leva a outra e mais outra, e assim ela descobre seu nome: Myfanwy Thomas. E ainda que é uma Torre - uma agente secreta de alto escalão que trabalha para uma organização do Império Britânico responsável por combater eventos sobrenaturais.

    Mas há um traidor nessa organização. Um traidor que a quer ver morta. E que logo perceberá que Myfanwy ainda está viva. E sem memória.

    Enquanto luta para salvar sua vida, Myfanwy conhece pessoas misteriosas: um homem com quatro corpos, uma aristocrata que pode entrar em seus sonhos, crianças que se transformam em guerreiros mortais e uma conspiração que vai muito além do que poderia imaginar.

    Com uma protagonista feminina forte e apaixonante, A Torre é um livro que vai envolver os leitores de fantasia em uma narrativa cativante e, ao mesmo tempo, diferente de tudo o que já foi publicado no gênero. [SKOOB]

    Logo de início o autor joga uma bomba para seus leitores, uma personagem central que nem ao menos sabe quem ela é, sim...Myfanwy Thomas, ou seja lá quem for que agora habita o corpo de quem um dia foi Myfanwy Thomas, não sabe qual sua verdadeira identidade. Ela acorda rodeada de corpos e a única coisa que poderá ajuda-la a descobrir as respostas que invadem sua mente é um pedaço de papel.
    Agora ela se vê em um dilema, aceitar essa misteriosa vida, da qual nada sabe e confiar nas cartas que foram deixadas aos seus cuidados, ou partir em busca de uma nova identidade. Myfanwy acredita não ter muita escolha, pois descobre estar correndo grande perigo, pois seu antigo 'Eu' ocupava um cargo importantíssimo em uma secreta organização do governo britânico denominada Checquy, e ao que tudo indica, pelo menos nas cartas, alguém de dentro da organização está querendo acabar com sua existência.




    Essa organização é responsável pela segurança de todo o país e atua de forma sigilosa contendo supostos ataques e ocultando os eventos sobrenaturais que ocorrem. Essa, adota um sistema hierárquico incomum, composta por humanos "normais", ou seja isentos de qualquer poder sobrenatural e humanos que nasceram ou adquiriram com o passar do tempo características incomuns, os mais diferentes e estranhos poderes imagináveis. Os indivíduos são organizados como em um jogo de xadrez e cada um deles possuem funções distintas dentro do Checquy. Ao descobrir seu lugar na organização, como uma das poderosas 'Torres', Myfanwy começa a se questionar sobre quem seria o mandante de seus atentados e quais seus motivos para querer elimina-la.

    Em meio a muitos conflitos a personagem vai descobrindo alguns segredos da organização e a existência de uma grande força inimiga que busca a destruição dos humanos e a hegemonia pelo poder, seres monstruosos com características estruturais adaptadas e melhorados geneticamente, os Grafters, que apresentam uma grande ameaça para a humanidade.

    Torre Thomas agora está diante de um enorme problema, o ressurgimento dos Grafters e a luta por sua própria sobrevivência.


    Eu poderia esperar muitas coisas dessa obra, menos o que estava por vir...

    O enredo é bem interessante e criativo, como a maioria dos livros de fantasia que encontramos por ai, e aos poucos juntamente com a protagonista, vamos descobrindo os mistérios por trás da existência de quem é Myfanwy Thomas, sua origem, seus poderes e seus medos, como também os segredos escondidos pelos membros da organização secreta a qual ela faz parte.

      No decorrer da obra vamos conhecendo mais personagens que compõe a organização, todos os membros do alto escalão, as demais torres (responsáveis principalmente pelas questões burocráticas e administrativas), os cavalos (estrategistas de guerra, aqueles que entram em campo nos momentos de conflito e partem para o ataque), os peões (indivíduos que podem ser descartados, possuem poderes mas caso sejam eliminados ninguém sentirá muita falta, pois logo são substituídos) entre outros.

    Também ficamos cientes que os humanos que não possuem poderes especiais atuam na organização como meros serviçais, o que gera uma certa amargura por parte de alguns deles. Isso me lembrou um pouco da essência de 'Harry Potter', as diferenças entre os bruxos e os trouxas e embora os últimos não saibam da existência dos demais (a não ser que na sua família tenha alguém da "espécie") em 'A Torre' temos humanos que ignoram completamente esses fatos sobrenaturais e humanos que trabalham a serviço da organização secreta.


    Embora a obra seja bastante original a leitura é em grande parte cansativa, devido ao caminhar lento das descobertas e as inúmeras voltas que o autor dá ao descrever os personagens e suas origens. 

    A narrativa é intercalada entre os fatos que estão ocorrendo no presente, e as lembranças e revelações deixadas pela "antiga" Myfanwy Thomas nas cartas. Em partes essa característica é bem legal, pois assim o leitor fica a par de muitas informações relevantes para o contexto, mas também pode gerar uma certa confusão, pois essas constantes idas e vindas  são utilizadas muitas vezes como forma de delongar o enredo.

    Mesmo curtindo essa trama fantástica, no decorrer da leitura eu pensava comigo mesma "Nossa essa será a primeira obra da editora na qual eu terei que classificar com uma nota inferior da que estou acostumada", e isso me chateou por um longo período. 
    A história se arrastava e eu não via outra alternativa, tinha que terminar mesmo assim. Até que então, pouco mais da metade do livro, o autor despretensiosamente cria toda uma reviravolta na trama, daquelas que deixam o leitor com cara de bobo. É, eu mordi a língua...como assim?

    "Não vai ser dessa vez queridinha, você obrigatoriamente terá que aumentar sua 'nota'!", pois o clímax e o desfecho me deixaram tontinha a ponto de passar de uma leitura massante para algo totalmente surpreendente. 


    Sei que com esse comentário alguns podem até pensar em desistir da leitura, mas por favor não o façam! Persistam e assim poderão comprovar o que estou dizendo. E só estou mencionando isso para que todos saibam o poder que um bom final tem sobre toda a obra.



    Como a obra foi cedida em formato digital, não tenho muito o que falar da diagramação, preciso conferir a edição física para formar uma opinião a respeito. Mas quando se trata da capa, ai sim... eu tenho que confessar, ela foi um dos motivos de eu ter escolhido essa obra para ser uma das primeiras leituras de 2016, está simplesmente linda e embora não revele muito sobre o que iremos encontrar no decorrer do contexto, faz alusão ao sistema formado pela organização.

    E pasmem-se, eu já estou louca para conferir a continuação, intitulada nos Estados Unidos 'Stiletto', ainda sem previsão de lançamento no Brasil.



    Recomendo a obra para os fãs de fantasia, aqueles que querem ir além do "mais do mesmo" e viajar em um enredo e conhecer personagens totalmente fora do comum.


Classificação

Gênero
Fantasia
Aventura
Sobrenatural


    

35 comentários:

  1. Hey,
    to bem ansiosa para ler A Torre, não sou uma grande fã de fantasia, mas esse livro tem algo sombrio que me atrai, agora entendi por que tamanha atração pelo livro, tem reviravolta *-* adoro.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Olá linda,

    Eu já gostei do nome do livro "A Torre"...peça do xadrez que mais sou atraída devido a função e a força que ela exerce no jogo.
    Normalmente muitos livros de fantasia se tornam "mornos" no começo devido o exagero de detalhes aos personagens ou lugares, mas sempre tem desfechos inesperados e sensacionais e A Torre entrou nos meus desejados.

    Beijos,
    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oiii,tudo bem?
    Menina que obra incrível que resenhaste, acredito que é o mínimo que posso esperar diante da qualidade dos autores que essa editora possui e das obras também. Sua resenha me deixou bem animada para ler o quanto tempo, mas como você disse quero conferir também em edição física.
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. bem, trama pareceu boa, mas a parte cansativa da narrativa me fez desanimar... mas ai vc fala da reviravolta... xD
    o lado curioso falou mais alto, mas não leria em ebook, só versão física...

    ResponderExcluir
  5. Gente do céu, preciso ler esse livro urgentemente! Sua postagem me deixou mais do que curiosa, ainda mais que sou apaixonada pelo gênero de fantasia. A história parece ser cativante e os personagens incríveis! Quero muito uma edição ♥

    ResponderExcluir
  6. Como sou fã do gênero, sinto que vou adorar a obra, mesmo tendo esse início cansativo por conta das explicações. O que me incomodou um pouco foi o nome da personagem! Ele n criou nenhum apelido pra ela, pra ajudar a gente na leitura? Puxa...! De resto, parece ser muito legal mesmo! Vou procurar!

    ResponderExcluir
  7. Fiquei com sentimentos bem conflituosos sobre esse livro, dividida entre se vale a pena ou não eu ler. Quando é assim, eu geralmente decido por não ler, porque sempre me decepciono. Mas vou anotar o nome mesmo assim, e quando me desafogar nas leituras de parcerias eu dou uma bisbilhotada!

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bom?
    Confesso que o livro me atraiu logo de cara, tem tudo o que eu gosto ♥ No começo os livros de fantasia não me animam muito, mas os desfechos são sempre de tirar o fôlego. Já adicionei nos desejados. Parabéns pela resenha.

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá Quel, tudo bem?

    Não sei porque mas o título, a capa, o enredo... tudo me remeteu à uma série que a Companhia Editora Nacional publica. Claro que só lendo as duas para fazer uma comparação mais profunda, mas creio que para quem goste, é um prato cheio.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Quel,
    Eu gostei muito dessa capa ela é muito linda... durante a leitura de sua resenha, percebi que ela e uma fantasia, mais simples, por isso o enredo me cativou, mesmo que em algumas partes o livro pareça meio cansativo, acredito que a leitura se faz necessária por mim... Adorei o mistério em torno da personagem... Xero!!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Quel!

    Eu já estava curiosa sobre esse livro e sua resenha me ganhou.
    Apesar de ser meio cansativo como você disse, acredito que vale a pena dar uma chance.
    Quero ler assim que puder.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Que drama fantástico. Gosto muito dessa pegada de '' Sem saber quem é''. TRás sempre uma coisa nova no livro, pelo menos eu acho. Não conhecia o livro, porém quero muito ler ele.

    - Garotinha Adolescente.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Quel. Confesso que fantasia não é bem meu gênero preferido. Costumo viajar na maionese em algumas obras que nem me arrisco tanto a ler o gênero mas quando você disse que o autor dá uma reviravolta e o que era até então massante ficou bom, estou com uma vontade de ler,rs. Adoro livros que dão esses twists aí, fora que a premissa também achei bem bacana, estava lendo a sinopse e já imaginando que eu poderia ler uma história assim, mesmo sendo fantasia, acho que será uma boa leitura. Vou procurar, seja físico ou ebook, vou dar uma chance ao O'Malley,rs. Valeu pela dica de leitura.

    Beijos. ^_^
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  14. Achei a proposta bem original, e fiquei interessada no enredo, só fiquei com certo receio por conta da parte cansativa, entendo que todos os personagens precisam ser palpáveis e convincentes, mas é preciso muito cuidado pra não exagerar na descrição.
    Vou ler o livro sim, e depois das suas ressalvas já vou preparada pra não desanimar e persistir que o melhor virá rsrs.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  15. Que pena que a leitura é em grande parte cansativa... não gosto quando os autores dão voltas desnecessárias. Normalmente adoro essas idas e vindas entre o presente e lembranças, mas não curti o fato disso ser usado como artifício para delongar ainda mais o enredo. Sei que você disse para ninguém desistir da leitura por causa disso, mas desisti sim... rs...

    Beijo.

    ResponderExcluir
  16. Oi, achei a trama bem bacana, interessante e que pode chamar a atenção de pessoas que amam fantasia como eu. Mas confesso que ler um livro até a metade para só aí a leitura ficar bacana não me atrai muito, o livro tem 400 e poucas páginas, então... além disso ainda tem continuação senhor, não entendo porque todo livro lançado tem que ter continuação,hahahaha. Enfim, é bacana, se um dia o livro cair na minha mão talvez eu me anime sim.Que a continuação seja uma leitura mas prazerosa e menos maçante para você.

    bjs

    ResponderExcluir
  17. Oi Quel,
    Realmente às vezes a gente encontra uns livros que tem tudo para serem bons, mas o enredo acaba sendo meio complicadinho mesmo. Mas você gosotu do final acho que esse tem salvacao heheheeh

    ResponderExcluir
  18. eu até tinha me interessado pelo livro, mas quando tu disse que era um pouco cansativo desanimei um ´pouco. Eu estou fugindo um pouco de livros assim... Não sei. Em partes eu leria e em partes não. Pelo menos não por agora.
    bjs, bjs

    ResponderExcluir
  19. Chato a leitura ser cansativa, isso acaba desmotivando possíveis leitores, como é o meu caso. Pelo menos você gostou do final.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Eu não conhecia a obra, porém, não é uma leitura que eu faria, ela parece ser bem cansativa, talvez pela premissa apresentada. A capa está mesmo maravilhosa!!

    ResponderExcluir
  21. Oi! Parece ser uma história super bem construída. Pena que a leitura não rola muito até a metade, mas que bom que melhora! haha

    Vou procurar mais sobre o livro :)

    Bjs, Cass

    ResponderExcluir
  22. Oie, tudo bem? BABADO! Adorei a premissa do livro (fiquei com o pé atrás por parecer cansativo como você disse), mas achei o enredo genial e fiquei curiosa pra ler. Aliás, essa capa tá um bapho, né?

    ResponderExcluir
  23. Olá!

    Amo fantasia, mas fiquei meio receosa com esse livro :/ Não sei se eu leria, por agora pelo menos, não.

    Beijos, Kamila

    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  24. Adoro fantasia! E gosto muito mais de livros com histórias mais ou menos mas que têm um final de cair o queixo do que livros super legais com finais brochantes.

    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
  25. Olá!

    Tudo bem?

    Gostei muito do tema que o livro trata, quero ver se consigo ler ele qualquer dia!

    Parabéns pelo blog!

    abrçs

    diurnosleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Eita! Eu adorei e tô super curioso. A Capa também está incrível!
    Ótima resenha! ;)
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  27. Oii, tudo bom? A premissa do livro é muito interessante, pena que a leitura foi arrastada em alguns pontos. Não leria esse livro por não ser chegada a ler fantasia, mas, anotarei a sugestão para amigos que amam o gênero.

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  28. Olha, pensar em não saber quem sou me causaria muito desespero, certamente, ficaria noiada com a personagem, se bem me conheço. Eu achei realmente o enredo original, bacana, mas quando você disse que a leitura era cansativa, já fiquei meio pé atrás, mesmo sabendo que isso é muito pessoal, para uns é cansativo, para outros, não.

    ResponderExcluir
  29. Olá Rachel, tudo bem?
    O livro parece ser bom para quem gosta fantasia deve ser um prato cheio.
    Sua trauma me deixou curiosa.
    Vou deixar dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  30. oi, tudo bem?
    eu não conhecia o livro, mas o enredo pareceu interessante. Pena que a narrativa seja lenta, estou fugindo disso, porque eu já ando lenta na leitura por conta própria, rs
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Caramba, bem bolado a historia! Fiquei curiosa e muito ansiosa pra ler. Aprecio demais esse estilo de livro, mistério, perseguição, que demais!
    Já coloquei na minha lista de desejados.
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  32. Adorei a diagramação, a capa, o enredo, o mistério e o gênero desse livro. O quero urgentemente para ler! Mesmo com a narrativa lenta como você mencionou por ser um dos meus g~eneros literários favoritos e todo o mistério da trama com sociedades secretas e tudo mais eu estou mais que disposta a encarar a leitura!

    ResponderExcluir
  33. Olá,
    Como estou lendo, tipo neste momento, este livro pulei algumas partes da sua resenha.. e eu tenho que dizer que estou amando, espero que ele seja bom até o fim.
    Ah o livro físico é bem bonito!

    http://euinsisto.com.br/

    ResponderExcluir
  34. O livro me atrai pela capa, pois tem algo de enigmático. Mas ao ler sua resenha, fiquei com vários pés atrás. O fato de escrita ser arrastada me desanima. Gosto de escritas ágeis, principalmente, para livros que não tenham conteúdos profundos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  35. Ei Quel,
    A primeira vista é um livro que eu leria, mas nem sua resenha ou a sinopse me animaram para leitura. Nem foi a leitura cansativa que você citou que me desanimou a história em si que não me convenceu.

    Jéssica
    Coração Leitro

    ResponderExcluir