Resenha: Os Humanos



Autor: Matt Haig
Editora: Jangada
Ano: 2016
Páginas: 312

*Obra cedida pela editora no formato de livro físico, para resenha referente a parceria de 2016.

SINOPSE
    "Quando um visitante extraterrestre chega à Terra, suas primeiras impressões da espécie humana são pouco positivas. Ao assumir a forma do professor Andrew Martin, da Universidade de Cambridge, o visitante está ansioso por cumprir a tarefa macabra que lhe foi incumbida e voltar rapidamente para seu planeta. Ele se sente enojado pela aparência dos humanos, pelo que eles comem e por sua capacidade de matar e guerrear. Mas, à medida que o tempo passa, ele começa a perceber que pode haver mais coisas nessa espécie do que havia pensado. Disfarçado de Martin, ele cria laços com sua família e começa a ver esperança e beleza na imperfeição humana, o que o faz questionar a missão que o levou à Terra. "[SKOOB]

    Logo no início da obra nos deparamos com um acontecimento incomum, a chegada de um extraterrestre à Terra. O intruso se apodera do corpo de um famoso matemático na intenção de destruir os arquivos e as descobertas (e todos aqueles que de alguma forma sabem sobre o estudo em questão) que levariam a humanidade a dar um salto evolucional, considerado perigoso aos olhos desses seres desconhecidos.

    A vítima abduzida fora Andrew Martin, matemático e professor na Universidade de Cambridge, casado com Isobel, uma perspicaz historiadora com a qual tivera um filho, o rebelde e incompreendido Gulliver, um adolescente de 15 anos que aparentemente não teve boas experiências de sua convivência com o pai, como pode perceber nosso confuso extraterrestre. 
    Conforme o tempo passava, o ilustre visitante ia percebendo quem realmente era o professor Martim, um ser humano egocêntrico, prepotente e muito ganancioso, que não se preocupava com a família e vivia somente para seu trabalho, pois o matemático buscava a todo custo solucionar um dos maires enigmas da sua área de atuação, a famosa "Hipótese de Riemann". Com tal descoberta, Andrew desejava intensamente obter glória e reconhecimento, ele queria status, ganhar um dos maiores prêmios do ramo da matemática, o qual, concederia também um generoso prêmio em dinheiro.

    Nosso alienígena tinha verdadeira repulsa pelos humanos, repudiava as características físicas, os hábitos e a forma como "eles" tratavam o planeta em que viviam, mas com o passar dos dias e a convivência entre os familiares do matemático, o extraterrestre acaba se afeiçoando pelos humanos e seus sentimentos, até então desconhecidos pela sua espécie.
    Assim ele aprendeu o que é compaixão pelo próximo, o real sentimento existente quando coloca-se as necessidades dos outros acima das suas próprias vontades, o que é o amor, a dor, a saudade, qual o verdadeiro sentido de se preocupar com alguém e principalmente que o ser humanos não utiliza da violência por ser irracional e para conseguir aquilo que deseja a qualquer custo, mas também para defender aqueles que amam.

    Mas mesmo com todos os novos ensinamentos ele terá uma escolha difícil a fazer, cumprir sua meta, finalizando o objetivo o qual ele foi destinado a alcançar na Terra e assim acatar a vontade da sua espécie ou simplesmente desistir de tudo em prol da solidariedade pelos seres que a pouco aprendeu a respeitar.


    No começo fique bastante intrigada em solicitar a obra para resenha, pois não costumo gostar de ficção científica e logo que vi que se tratava de uma história sobre seres de outro planeta, eu desanimei. Mas, mal sabia que na verdade o livro abordava uma temática diferente e muito mais atrativa que a velha ficção científica. 
    Me surpreendi com a qualidade do texto, o humor e as sacadas incríveis do autor em inserir pontos tão reflexivos sobre a personalidade e a alma humana dentro de um romance.
    Sim, esse é um dos principais pontos positivos da obra, a forma como foi escrita, na qual faz com que o leitor tenha uma leitura agradável e descontraída e ao mesmo tempo fique se questionando se realmente é assim que nós seres humanos agimos e pensamos.

    Outra coisa que gostei bastante foram as expressões incríveis ao longo da obra, muitas citações engraçadas, originais e ótimos conselhos que você pode levar para a vida toda.

    "Na Terra, a rede social em geral resumia-se a ficar sentado diante de um computador sem consciência, digitando palavras sobre a necessidade de um café e lendo sobre outras pessoas necessitando de café, enquanto todos se esqueciam de fazer o café."
    "Você não deveria ter nascido. A sua existência é o fato que se situa mais próximo do impossível. Descartar o impossível é descartar a si mesmo."
" A felicidade não está lá fora. Está aí dentro."
    "Todos são uma comédia. Se as pessoas estão rindo de você, é porque não entenderam bem a piada que são elas mesmas."
"O fracasso é uma ilusão de ótica."
    "Obedeça sua mente. Obedeça seu coração. Obedeça as suas vísceras. Obedeça tudo, exceto às ordens."
"A guerra é a resposta. À pergunta errada."
"Leonardo da Vinci não era um de vocês. Era um dos nossos."

    Achei interessante a forma como o extraterrestre descreve nós, seres humanos, tanto fisicamente quanto emocionalmente, e como o autor faz uma inversão dos papeis, onde agora, nós somos os alienígenas.

    "Os humanos são uma espécie arrogante, definida pela violência e pela ganância. Eles pegaram seu próprio planeta, o único a que atualmente têm acesso, e o colocaram no caminho da destruição. Criaram um mundo de divisões e categorias e têm deixado continuamente de ver as semelhanças entre si mesmos."

    Uma das coisas que me fizeram mudar de ideia quanto a vontade de ler a obra foi a diagramação, como eu mencionei anteriormente, eu estava na dúvida se realmente queria fazer essa leitura, mas um dia,passando pela única livraria que existe na minha cidade eu encontrei o livro na seção 'lançamentos', muito xereta, resolvi folheá-lo para verificar a diagramação, e foi ai que minhas dúvidas viraram certezas. 
    Bom, acho que não é novidade para ninguém que uma das principais causas dos meus desapegos literários é a falta de dinâmica de um enredo, bem...não estou falando apenas da forma como o autor descreve os acontecimentos, mas sim do tempo que levo para efetuar a leitura. A escolha adequada da fonte e seu tamanho, coloração de páginas, separação dos capítulos, entre outras coisas, tudo está relacionado a fluidez da obra, sim...livros em que o leitor demora para virar as páginas, que contém letras muito pequenas que dificultam a leitura e até cansam a vista, com certeza acabam frustrando o leitor, fazendo com que o texto se torne massante e tedioso. E é nesse quesito que tenho que parabenizar a edição de 'Os Humanos', pois o conjunto final, além da capa super fofa, tornou a leitura rápida e muito agradável, me conquistando até o último capítulo.


    Quem optar por ler certamente não irá tem nenhum arrependimento e indico essa obra para todos aqueles que gostam de observar a vida por outro ângulo. Depois desse livro você irá questionar se estamos mesmos sozinhos...

"Seja curioso. Questione tudo. Um fato do presente é apenas uma ficção futura."

Classificação

Gênero
Ficção
Romance

24 comentários:

  1. Oi, Quel!
    Desde que vi esse lançamento, quis dar uma lida. Achei interessantissimo uma história narrada do ponto de vista alienígena (tudo bem, A Hospedeira tb foi asssim.. e eu tb amei). A capa é simples, mas a sinopse do livro agrada o suficiente. E agora a sua resenha me deixou com mais vontade ainda. Adorei os quotes, são realmente perspicazes!... Assim que conseguir por as mãos, lerei com certeza!

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem?

    Eu sou meio velinha e quando era criança era louca por um cara chamado Carl Sagan, apresentador de Cosmos. É muito espaço para estarmos sozinhos e muita pretensão acreditar que somos os únicos a ocupar todo esse espaço.

    O livros de ficção espacial sempre me pegam, mas o que me atraiu foi a inversão de visão: sermos analisados como alienígenas.

    Gostei da dica, muito boa sua resenha.
    Bel Góes

    ResponderExcluir
  3. Olá, li esse livro recentemente e gostei muito da leitura, assim como você, eu também favoritei o livro. Também indico muito esse livro, mesmo para quem não curte ficção.

    ResponderExcluir
  4. Oi Quel, o livro é ótimo mesmo, e trás umas reflexões de vida que todos deviam analisar e pensar. Uma leitura que vale a pena com certeza.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Eu estou muito curiosa com esse livro, pois quero ver como o alienígena vai descrever os humanos. E o fato de eles nos ver como estranhos, e até com um ET, só aumentou a minha curiosidade \o/
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  6. Oiii,
    Já ouvi falar muito bem desse livro. A cada resenha a minha vontade de ler aumenta. :))

    ResponderExcluir
  7. Oi Quel, atualmente estou lendo Ecos do Espaço que também é ficção e estou gostando muito... lendo a sua resenha me fez ligar ao livro que estou lendo.... os extraterrestres sempre falam do quanto acabamos com a terra, no livro que estou lendo eles são os causadores da destruição também.... enfim... eu apenas relacionei alguns fatos... curti demais a premissa desse livro e claro que assim que eu tiver a oportunidade eu vou ler com toda certeza... Xero!

    ResponderExcluir
  8. Olá , achei a premissa do livro incrível juntamente com sua resenha , um livro pelo ponto de vista de um alienígena parece ser algo bacana e inovador (pelo menos para mim ) , vou anotar a dica , beijos"

    ResponderExcluir
  9. Oi Quel, eu tenho gostado de ler ficções científicas, pois vejo que os autores desse gênero tem inovado bastante em suas abordagens, assim como esse que achei bem interessante. Vou anotar a dica para depois procurar. Adorei as citações e minha preferida foi "O fracasso é uma ilusão de ótica." kkk Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Quel.
    Ainda não conhecia esse livro.
    A história em si não me atraiu, mas a sua resenha me deixou curiosa hehehe
    Talvez eu leia hehe

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Eu nunca li nenhuma histórias sobre extraterrestres, o que me cativa bastante, então fiquei bem interessada nessa história. Espero ter a oportunidade de ler o livro em breve, e quem sabe me surpreender bastante com o enredo.


    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura - Participe do top comentarista de maio, serão dois ganhadores!

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?

    Ainda não conhecia o livro e confesso que mesmo com a sua empolgação a premissa do livro não me empolgou muito, quem sabe mais pra frente. Mas fico feliz que tenha curtido a leitura e que ele ultrapassou as suas expectativas.

    bjs

    ResponderExcluir
  13. não conhecia o livro e de primeira e lendo o inicio de sua resenha não curti não, confesso. Mas depois dos quotes comecei a me interessar e pelo que percebi, é uma leitura um tantinho diferente e que nos faz refletir, acho que daria uma chance sim.
    http://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá Quel!!!
    Quando vi essa capa fiquei na dúvida se o livro seria bom e quando soube que eram com aliens também fiquei na dúvida o.O
    Porém, assim que se ler a sinopse você começa a se empolgar e querer conhecer e sua resenha só complementou essa curiosidade.
    Parabéns pela resenha e até uma próxima o/

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi,
    Até ler essa resenha esse livro nunca chamou a minha atenção. Amo livros que nos façam refletir sobre a vida que andamos levando. Obs: O quote sobre as redes sociais é perfeito! hahaha
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  16. Oiii, tudo bem?
    Menina sou louca para ler esse livro, desde o lançamento <3 a capa sempre me chamou atenção e a edição parece ser realmente linda.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Acho ótima a premissa desse livro. Ele traz uma mensagem muito boa sobre julgar o que se conhece pouco. Tudo tem o seu outro lado, e o extraterrestre descobre isso ao conviver com os humanos. Acho linda essa capa, com o homem e o cão, tem algo de poética.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  18. oi

    sabe que eu solicitei a obra justamente por achar se tratar de ficção científica?
    só que não sei o que aconteceu que ainda não chegou e depois de ler sua resenha fiquei ainda mais ansiosa por ele...

    legal saber que é bom assim...

    bjs

    ResponderExcluir
  19. Oi,
    Não li o livro, mas quando vi os lançamentos da editora fiquei bem curiosa.
    Parabéns pela resenha, deu para perceber como vc gostou muito da história.
    Dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oi Quel, que bom que foi suspendida, a premissa é bem legal nos colocar pra ver tudo sub nova perspectiva.
    Gostei muito da sua resenha

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Ainda não tinha ouvido falar nesse livro, porém já amei a capa e embora nunca ter lido romance que envolve extraterrestres, esse me despertou o desejo de ler.

    ResponderExcluir
  22. Raquel, eu meio que fujo de ficção científica, mas como você disse que o livro tem uma pegada não tão usual, talvez eu desse uma chance para a leitura.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Eu também não sou fã de ficção científica, mas pelo que você falou esse livro é muito mais que isso, foi por esse motivo que fiquei muito curiosa com a história, adoro quando o autor insere acontecimentos que nos fazem refletir! Adorei a resenha e a dica!
    Beijo

    ResponderExcluir
  24. Esse livro é muito bom. Além de uma leitura agradável, traz uma linda metáfora sobre os relacionamentos. Ótima dica!

    Tatiana

    ResponderExcluir