Resenha: As Crônicas de Oliver

#O segredo da pirâmide de El Dourado 
Autor: Bruno Di Oliveira 
Editora: Outro Planeta
Ano: 2017 
Páginas: 208

* Livro cedido em formato físico pela editora, para resenha, referente a parceria de 2017.

    Oliver é um garoto nerd que adora séries, jogar videogame e viver conectado. Morando na capital com a mãe, vê sua vida mudar completamente quando precisa viajar para o interior do Maranhão para o enterro do avô. Lá, ele estranha o fato de que todos já o esperavam, desde o desaparecimento do seu pai. Estranhos acontecimentos, como uma pedra reluzente e um monstro da floresta, marcam o início dessa aventura rumo ao desconhecido. Sem Internet e perdido em uma fazenda do interior, ele precisa resgatar seu passado, desvendar enigmas e viver muitas aventuras no coração da Floresta Amazônica. Mas ele não está sozinho, a bela Bel, uma menina sorridente e de olhar brilhante, parece ser a chave para todo este mistério. 

     O livro de hoje é um daqueles livros pequenos e de leitura rápida, que promete muitas aventuras e cumpre (pelo menos a maioria delas). Chegou um pouquinho atrasado por conta da mudança de ano, e renovação de parceria, mas ainda faz parte do acervo de 2017.

     O livro conta a história de Oliver, um adolescente de 16 anos como muitos de nós já fomos ou somos. Ele adora estar conectado, jogar videogame e quer montar o seu canal no YouTube, só não sabe ainda sobre o quê. E é quando está prestes a decidir sobre isso que recebe uma ligação, informando que seu avô paterno faleceu. 
"A morte mexe mesmo com a gente. Ou será que o que faz isso é a vida?" - pág. 41


     Ele e sua mãe partem em direção ao interior, para a fazenda onde o avô morava e onde será o seu velório e enterro. Porém, inexplicavelmente, naquele lugar não existia Internet, fazendo o jovem Oliver odiar a viagem e se sentir culpado por pensar mais nisso do que no avô. A aventura tem início logo em sua chegada, quando sua mãe desvia de um enorme monstro da floresta (que nem ele, nem nós vamos descobrir o que é. Uma pena, pois fiquei curiosa sobre isso o livro todo) e uma pedra de um azul brilhante aparece. 

     As coisas só complicam mais no decorrer da história. Todos na cidade já esperavam por ele, todos lembram de seu pai e dizem que eles se parecem, mas Oliver não tinha muitas lembranças do pai sumido. Para completar, ele conhece Bel, uma menina arretada e determinada. Quando homens engravatados da Silver Globe aparecem, aparentemente de forma intimidadora,  para conferir a morte do homem que até  então protegia aquelas terras, é Bel quem peita o chefe deles e é ela quem está pronta para mostrar a verdade a Oliver. 

     O garoto, que aparenta ser um pouco mais novo do que 16 anos por suas atitudes, só quer ir para casa e voltar a sua vida, mas, aparentemente, ele acaba de ser solicitado como guardião do lugar e coisas estranhas começam a acontecer para provar que ele não pode declinar do cargo. 

"Tentei não me assustar muito com a situação, que se fazia mais real a cada passo que eu dava, de que estava me enfiando no meio da Floresta Amazônica, sozinho, sem praticamente nada comigo, sem saber do paradeiro da minha mãe, numa ilha que devia ser cercada por crocodilo e bichos gigantes e mosquitos assassinos." - pág. 109

     Oliver é quem narra a história, de modo que conhecemos melhor o personagem e seus sentimentos. Apesar de ele ser bem jovem, algumas de suas atitudes fizeram-me esquecer que ele era um adolescente de 16 anos e pensar que tinha 13. Foi legal ver, porém, a inocência dele e de Bel, porém, esperava um pouco mais dele, já que era da cidade, enquanto ela era do mundo da ilha onde morava. 

     A ilha em que a fazendo do avô de Oliver ficava foi um mistério do início ao fim. Apesar de ele já ter ido lá outras vezes, não lembrava como era, ou lembrava de coisas bem diferentes. Alguns mistérios foram revelados, outros, continuaram sem resposta para mim, me deixando um pouco frustrada. 

     Algo que gostei muito foi a ênfase dada à natureza. Durante todo o livro é dada mensagens sobre preservação e cuidado com a Natureza. Aqui, há eventos místicos que se associam diretamente com a morte ou a vida da floresta e a mensagem por trás disso me deixou realmente encantada. 

"O homem é livre para cometer erros, escolher o mal e viver dele. A maldade é uma das poucas coisas que resiste ao tempo."

     Como eu disse antes, a leitura é bem rápida e em determinado momento entramos na história de tal forma que só vamos notar que acabou ao ler a última frase. Não existe nada que acelere demais nosso coração, mas consegue nos prender bem. E ficamos desejando logo a continuação, aguardando pelas respostas não dadas nesse e a conclusão da aventura de Oliver e Bel, que está apenas começando. 


Classificação

Gêneros
Literatura Nacional
Fantasia
Aventura
Ficção


20 comentários:

  1. Oi, Fernanda. Eu não conhecia o livro e já pela capa eu fiquei curiosa, gostei da sua resenha e de poder conhecer um pouco da trama, acho que eu gostaria muito da leitura.

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei essa capa e a proposta do livro. fiquei curiosa para ver as referências nerds e saber como terminar. Dica super anotada =D


    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  3. Parece uma leitura bem legal mesmo, com aventura e fantasia. Acho que deve ser uma história bem gostosa de ler.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  4. Oiii Fernanda

    Vale a pena por ser uma leitura rápida, cheia de aventuras, com certeza prende. Não conhecia, mas achei a dica ótima pra quando a gente quer desconectar um pouco.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Gente, que livro interessante! Adorei a forma como ele foi ambientado no Brasil embora seja uma aventura mais comum em livros de outras localidades.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Parece ser uma leitura bem divertida e para todas as idades.. Me lembrou um pouco A ilha perdida.. Bem bacana a dica!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  7. Eu não conhecia essa obra, não é o tipo de história que eu leria mas saber que é algo rápido me deixa mais animada, acho que vale a pena dar uma chance, né? Sem contar que é uma critica bacana a respeito do uso da tecnologia.

    ResponderExcluir
  8. Não é exatamente o tipo de leitura que leio normalmente, mas gostei da temática! Parece um bom livro pelo fato de passar mensagens sobre os cuidados com a natureza e sua preservação!! Gostei da sugestão!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi, Fernanda! Ótima recomendação de livro YA, ainda não conhecia. É meio estranho ter um personagem com determinada idade mas suas atitudes parecerem de alguém mais velho ou mais novo, mas, dependendo da situação, é perdoável. rsrs
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro e a sua resenha me deixou bem curiosa.
    É uma pena que tenha ficado algumas coisas em aberto, mas assim poderá ter uma continuação, ahahahah.
    Gosto de livros curtinhos para os momentos de tédio.
    Dica anotada, beijos!

    ResponderExcluir
  11. Apesar de gostar da trama achei a premissa muito parecida com o livro da Srª Peregrine, então tenho pra mim que as comparações seriam inevitáveis durante a leitura. No mais a ideia com os cuidados com meio ambiente é boa, passa uma mensagem que todos deveriam ler, então anotamos a dica.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro, mas admito que, pela premissa, achei esse livro muito voltado para o público juvenil. Por esse motivo, não é algo que eu tenha muita curiosidade de ler.
    No entanto, levando sua resenha em consideração a sua resenha e por ser uma leitura tão rápida e envolvente, vou deixar a dica anotada para ler quando estiver procurando uma leitura mais para passar o tempo mesmo.
    De qualquer forma, adorei sua resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro e não é o tipo de leitura que geralmente procuro. Não sou fã de fantasia. Adorei sua resenha e a sinceridade nela, mas dessa vez passo a dica!

    ResponderExcluir
  14. Eu não conhecia o livro. Achei bem interessante tudo o que você destacou. Parece ser um livro para um público mais jovem. Sobre essa questão da idade: maturidade difícil de estabelecer. Talvez um garoto de 13 anos se identifique mais com o personagem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá Fe!
    Sabe que esse gênero é um daqueles que leio bem pouco e esse ano tenho até tentado me aventurar mais e conhecer novas obras.
    Pelo visto essa leitura cumpre o que promete e traz uma linguagem fácil para todas as idades e a narrativa ainda trouxe bons elementos que podemos refletir bastante sobre a vida, a natureza e isso me agrada quando bem desenvolvido. Não sei se leria no momento pois estou com uma boa lista de pendências, mas vou deixar anotado pra ler assim que puder.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  16. Olá!Tudo bem?
    Tenho um amor muito grande com livros de aventura com seres fantásticos.
    Creio que seria uma leitura boa,porém isso da maturidade mental de um personagem me irrita bastante e fico meio assim para a leitura.
    O que me prendeu foi a super aventura e descobertas,adoro livros que me deixam querendo saber de tudi logo.
    Vou anotar a dica!
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oii! O Oliver parece ser um pouquinho imaturo mesmo haha, mas acho que pelo fato do enredo conter alguns mistérios, me deixou bastante curiosa pra conhecer essa história. Adorei a sua resenha e espero conferir essa obra um dia, bjss!

    ResponderExcluir
  18. Olá Fernanda, tudo bem?
    Eu já vi essa capa muitas vezes em muitas fotos, mas sabe quando não lemos resenha? A sua é a primeira que leio e confesso que achei bem interessante você ter dito que o livro é rápido e que entramos na história de tal forma que não conseguimos parar. Eu gosto disso. Achei interessante também o próprio Oliver narrar a história.
    Vou anotar a dica, pois acho que vou gostar.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia o livro, e a nota parece bem dinâmica. Bom que no final FG aquela expectativa pela continuação.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    uma história que me lembrou um pouco a história do personagem do livro " O Orfanato da Sra. Peregrine" mesma situação rs' Adoro histórias com esses mistérios, mas fico frustrada quando as coisas não são bem explicadas, mas me parece ser uma história que prende e faz você devorar o livro. Gostei de conhecer!

    beijos!

    ResponderExcluir