Resenha: CRASH - Quando a Paixão Explode

Autora: Nicole Williams
Editora: Essência
Ano: 2017
Páginas: 256

*Obra cedida pela editora no formato de livro físico, para resenha, referente a parceria de 2017.

    Para a adolescente Lucy, nada é mais importante que o balé. A dança a transporta para um mundo onde a dor, as lembranças ruins e a violência não existem. Um mundo só dela. Um dia, porém, aquela garota certinha é obrigada a mudar de escola. E é nesse novo ambiente, repleto de descobertas e Inseguranças, que conhece um garoto que só usa cinza e vive com uma toca de lã na cabeça. Jude, o maior bad boy da escola, é lindo e seria o sonho de toda garota, e talvez até o genro que todo pai pediu a Deus... se não tivesse sido preso várias vezes e não morasse num abrigo para garotos desajustados. Lucy não liga para a opinião dos outros: o mais importante é o que Jude sente por ela. E o rapaz parece disposto a abrir seu coração, ainda que um segredo que assombra o passado e o presente dos dois esteja prestes a estraçalhar essa paixão. [SKOOB]


Se você, assim como eu, ama um bom romance, e está pronto para embarcar em uma história que tem tudo para parecer previsível, mas não é, então se prepare para conhecer a história de amor de Lucy e Jude.
A primeira coisa que pensei quando li a sinopse é que se trataria de um romance adolescente. Bem, e é, afinal, eles ainda são adolescentes, mas há algumas coisas que ficam um pouco fora desse contexto. No início isso ficou um pouco desconfortável para mim, mas conforme a leitura se aprofundava, fui percebendo que esses elementos estavam ali porque faziam parte dos personagens e de seus segredos.

Como todo bom romance adolescente, esse possui dois personagens opostos, ou assim eles aparentam ser no início. Ela, com a vida certinha, uma paixão e objetivo traçados e ele, um bad boy que não esconde de ninguém que tem uma ficha não muito limpa.

A atração entre eles é imediata, apesar de ambos, em seus determinados momentos, terem tentado negar. Mas a aproximação é bem rápida também, dando a impressão de que foi até mesmo rápida demais, pois em determinado momento não foi dito quanto tempo se passou ou se isso aconteceu. Foi um momento que me senti confusa e um pouco desconfortável, como se a autora tivesse esquecido de mencionar alguma coisa.

Porém, logo fiquei ansiosa para saber o que aconteceria quando Lucy descobriu que Jude já havia sido preso outras vezes. Ele se afasta, mesmo não tendo ficado muito tempo preso novamente, e sua volta para a escola, que agora é nova para ela, é marcada por cochichos e taxações. É interessante estar no meio escolar com tantos detalhes, coisa que vemos nos filmes. Por ser uma pessoa tão correta, não podíamos imaginar que Lucy seria o alvo... A não ser que levemos o fato de que ela quer ser amiga — ou mais que isso — de Jude.

“Ele defendia minha honra, e fosse esse o jeito certo ou errado de defendê-la, essa era a coisa mais sexy e mais romântica que já havia acontecido comigo.” (pág. 71)

Sabemos que a escola pode ser um ambiente hostil, ainda mais a escola pública americana, lugar que sabemos que existem ainda mais intensamente os grupos sociais. E, por mais taxada que Lucy possa ser, ela acaba entrando para o grupo dos populares justamente por essa fama. Aparentemente, se a atenção de Jude Ryder era um feito.

E é quando pensamos que tudo não irá passar de mais um romance adolescente que tudo começa a mudar. Ainda com o cenário escolar, que se torna um plano de fundo, passamos a conhecer melhor Lucy, amante do balé e com uma culpa que a faz ser temente à vida e, ao mesmo tempo, sente a necessidade de “salvar o mundo” e também Jude, o rapaz que se vê como um bad boy porque os outros o acham assim.

O que mais me chamou atenção nesse livro foi como um rótulo pode definir a vida de alguém, se essa pessoa passa a acreditar nele. Jude acreditava em tudo o que lhe diziam e cada vez mais se afundava no passado, fazendo dele o seu futuro. Ninguém o ajudava a ver diferente, mas tudo o que o rapaz mais desejava, no fundo, era saber que ainda existia um cominho para ele, era que alguém acreditasse em si.

“Você não me olha como as outras garotas. (...) Você olha para mim e me vê. Nem me lembro da última vez que isso aconteceu.” (pág. 79)

Jude, pra mim, foi um personagem surpreendente, porque ele não foi alguém que mudou por uma pessoa, apenas, ele foi alguém que quis ser uma pessoa melhor com essa pessoa e, depois, desejou isso para si. Existem tantas pessoas que se consideram casos perdidos na vida, quando, na verdade, apenas acreditam nisso porque ninguém teve fé nelas. Existem muitos Judes. A evolução do personagem e a sua história é algo que me encantou demais nessa história.

Mas Lucy também teve o seu destaque. A menina certinha que poderia causar tédio, na verdade possui um segredo ainda mais profundo do que o rapaz e quando esse segredo vem à tona, podemos perceber sua força, suas dores e suas lutas e, assim, admirar a personagem como nunca antes.

“O balé me salvou de um jeito único, como meus pais, médicos e até eu mesma não teríamos conseguido.” (pág. 143)

E, apesar de tudo tão mais profundo, a história mostra também que nem todas as pessoas são o que aparentam ser. Se você quiser embarcar nessa leitura, sugiro que fique de olho em alguns personagens ‘secundários’, eles podem surpreender para o bem ou para o mal.

Esse foi um livro que começou bem morno pra mim, li sem ter muita atenção no início, mas depois ele me fisgou completamente e me surpreendeu com a profundidade e com suas mensagens. Esteja pronto para essas surpresas e para se deliciar com essa história também!

Classificação

Gênero
Ficção
Romance

25 comentários:

  1. Olá!
    Achei muito interessante essa obra e o que me deixou perplexa é o fato do personagem acreditar em tudo o que lhe diziam e transformar isso numa verdade absoluta. Fico feliz que a obra tenha te agradado e acho que vou dar uma chance também!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Camila!
      Realmente, eu também fiquei bem surpresa quando soube como Jude era e porque ele era daquela forma. Mas algumas pessoas são assim na vida real também e achei muito legal essa "crítica" disfarçada no livro.
      Espero que goste tanto quanto eu quando ler!

      Beijinhos

      Excluir
  2. Ola, eu amei esse livro quando eu li. A historia é surpeendente o amor deles me incantou muito. Fiquei com vontade de reler ao livro agora pois sentir falta dos personagens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lara!
      Que legal, você também leu! É impossível não se encantar por eles, né? Acho que eu já estou com saudades deles... ansiosa pelos próximos livros!

      Excluir
  3. Eu tenho curiosidade com esse livro, mas não vou muito com a cara da capa dele hahaha
    Gostei bastante da sua resenha e de poder conhecer um pouco mais sobre a trama, parece que eu vou gostar da leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Beatriz!
      Sei bem como é, tem alguns livros que eu fico com receio de ler justamente por esse motivo também! haha
      Espero que se um dia resolver ler, goste tanto quanto eu!

      Beijinhos

      Excluir
  4. Oi, tudo bem? Tenho interesse pelo livro por causa da capa. Eu gosto quando as narrativas falam de arte, mas não gosto dessa coisa de "atração imediata", porque isso nunca fez sentido pra mim na vida real (e, consequentemente, não faz na ficção). Mas fiquei feliz por saber que o personagem masculino não mudou por causa da garota, mas por causa de si mesmo. Também não sou fã dessa coisa de que, se você for "a pessoa certa", o/a outro/a vai mudar por causa de você.
    Gostei muito da resenha. Legal saber que, de início, você não dava muito pro livro. Acontece. E que bom que acabou gostando mais depois :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nina! Tudo ótimo, e você?
      Ah, confesso que uma das coisas que fizeram eu ir dar uma olhada na sinopse e dar uma chance para o livro foi a capa também e a abordagem desse amor ao balé. Não curto muito isso de atração imediata entre as personagens também, tanto é que no início eu fiquei bem desanimada lendo, até as coisas ficarem melhores haha
      Muito obrigada por ter lido e fico feliz que gostou da minha resenha.

      Beijinhos

      Excluir
  5. Não gosto muito de romances, mas a sua resenha foi tão boa que deu vontade de ler haha
    Adorei o post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alvaro!
      Ah, sei bem como é isso, eu andava numa vibe "não romance", mas sou a menininha dos romances aqui do blog, então... hahaha
      Fico muito feliz em saber que minha resenha lhe deixo empolgado. Muito obrigada!

      Excluir
  6. Olá, tudo bom?

    Ah, esse livro parece ser um pouco clichê, apesar de algumas nuances serem diferentes. Pelo jeito, é um livro que pode surpreender, mesmo que no começo seja um pouco morno e que o romance aconteça rápido demais. Apesar de não estar lendo muitos romances no momento, estou tentando ler outros gêneros, vou colocar na listinha para me encantar com a Lucy e o Jude ;)

    Enfim, adorei a resenha e agradeço a indicação :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Wellida! Tudo ótimo, e com você?
      Não nego que existe muito clichê no livro, coisa que falo na resenha, mas também não posso negar que eu amo um bom clichê. haha
      Espero que caso decida ler o livro, goste tanto quanto eu!

      Obrigada por ter lido a resenha e fico muito feliz que tenha gostado!
      Beijinhos

      Excluir
  7. Olá!
    Eu gostei bastante da história. tem um pouquinho de tudo né, drama, romance e as histórias das personagens são envolventes. A única coisa que desanima é que ainda tem mais dois volumes. Só espero que não demorem a lançar o restante.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Camila!
      Sim, esse livro tem um pouquinho de cada uma dessas coisas e isso apenas me fez gostar ainda mais do que li. haha
      Sim, quando eu pedi o livro não sabia que tinha continuação, mas após uma pesquisada soube disso. Posso afirmar que quem quiser parar no primeiro pode o fazer sem qualquer problema. Mas a curiosidade bate para os demais, então eu também espero que não demore muito. haha

      Excluir
  8. Oiee
    Adorei a premissa do livro, adoro romances assim onde os protagonistas se vestem diferente e pensam diferente um do outro, fiquei bem intrigada pra saber o segredo que vai assombrar o relacionamento dos dois. Espero conseguir ler um dia. Amei sua resenha!
    Bjos, Bia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bia!
      Não posso negar (e nem adiantaria tentar) que, assim como você, eu amo romances. Sou a menina dos romances aqui do blog. hahaha
      Ah, eu espero que leia e que quando o fizer, goste do livro tanto quanto eu gostei!

      Beijinhos

      Excluir
  9. Oi
    Adorei a resenha e fiquei curiosa para conhecer essa história que parece ser mais do que aparenta. Gostei da resenha e se puder também quero ler.
    Beijo
    Raquel Machado
    Leitura kriativa
    Http://leiturakriativa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raquel!
      Fico muito feliz que tenha gostado da resenha e agradeço imensamente por ler! Tenho certeza que se ler, irá gostar também!


      Beijinhos

      Excluir
  10. Oiii!

    Eu não conhecia esse livro acredita? Achei muito bacana quando a gente acaba se surpreendendo ao longo da leitura. Gostei de saber que é um livro com bastante mensagem <3
    Dica anotada!

    Beijnhos,

    ResponderExcluir
  11. Que bom que a leitura acabou engrenando depois. Eu não tinha visto o livro ainda, e me interessei. Valeu a dica.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Apesar de já ter gostado mais, não é o tipo de leitura que procuro no momento. Me parece bem clichê e por ora não é aquele livro que me enche os olhos. Mas que bom que gostou e parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Fernanda ^^
    Gosto bastante de personagens que possuem falhas, que são humanos e parecem reais!
    Tenho muito ranço dessa questão de rótulos. Acredito que ninguém deveria fazer alguém se encaixar em um ou se tornar um. Cada um deveria ser livre para fazer suas escolhas e agir da forma que bem entende-se desde que não interferisse na vida de outra pessoa, pois dai corre o risco de ser canalha.
    Engraçado como os autores apresentam romances que não parecem ser prováveis de acontecer e que você duvida de cara, mas somente após passar por uma situação semelhante percebe que de fato isso acontece na vida real.
    Pessoas com personalidades tão distintas ficam, sim, juntas e tem milhões de casos por mundo afora. Inclusive, eu faço parte dessas pessoas que está ao lado de outra completamente diferente de mim.
    "Existem tantas pessoas que se consideram casos perdidos na vida, quando, na verdade, apenas acreditam nisso porque ninguém teve fé nelas."/// essa frase me é bastante divergente pois tenho contato com uma pessoa que recebeu tanta fé das pessoas que usa no dia-a-dia para fazer suas cagadas sabendo que será perdoado, principalmente pelos pais. É triste mas tem sim pessoas assim. :(
    Parabéns pela resenha, Fernanda. Continue nesse caminho lindo do mundo literário. ^^
    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Ownnn que fofinha sua resenha, essa história é uma gracinha hein. Apesar de não ter gostado muito do título e nem da capa (apesar de combinar com a história), gostei de todos os pontos que destacou e fiquei interessada pelo livro.

    Nara Dias
    Viagens de Papel

    ResponderExcluir
  15. Confesso que antes de ler a sua resenha eu não tinha qualquer tipo de interesse neste livro. Imaginava mesmo que fosse uma história adolescente, mas na minha imaginação seria muito mais raso e previsível.

    Gostei de saber que apesar dos personagens jovens o livro pode me envolver sem se mostrar bobinho.

    ResponderExcluir
  16. Oi Fernanda,
    Esse é o tipo de livro que eu compraria pela capa que está linda. E esse título chama bastante atenção também. Não sabia que o livro seria tão profundo assim. Essa questão de rótulos infelizmente nos acompanha até a fase adulta. Gostei de saber que o personagem irá crescer, tentar ser alguém melhor. Está na minha lista. Parabéns pela resenha.
    bjs.
    Pri.
    http://nastuaspaginas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir