Resenha: Sussurros

Autora: Vera Lucia Campolim
Editora: Obra Independente

Vera Lucia Campolim apresenta na obra Sussurros... a vida e uma coletânea de poesias de João Sant'Ana Campolim Vasconcelos, uma homenagem para toda a sua família e amigos.



     Para você que gosta e aprecia belas poesias, deixo aqui uma sugestão que vale a pena você ler! É o livro “Sussurros...”, que apresenta a vida e a obra de João Sant’Ana Campolim Vasconcelos, ou Bequinho, como era mais conhecido entre seus amigos e familiares. A seleção de suas poesias foi feita, assim como a sua história contada, por sua sobrinha Vera Lucia Campolim, que através deste tem como objetivo homenagear seu saudoso e amado tio, assim como toda sua família, resgatando e imortalizando os seus escritos.

     João nascera em 10 de fevereiro de 1929 em Itapeva, cidade interiorana paulista. Quem o conhecera afirma que ele era muito alegre e de boa educação, além de bastante vaidoso. Teve vinte e um irmãos, o que fez sua mãe ser eleita a “Mãe de Itapeva” em uma bela homenagem que aconteceu em sua cidade. Destacou-se desde cedo, terminou o ginásio com muita facilidade, e em seguida fez o curso Normal e Contabilidade, concluindo ambos em 1951. Seu sonho era fazer Direito, para tanto planejava mudar-se para o estado do Amazonas.

    O poeta que veio da fazenda para a cidade, trabalhou no armazém de seu tio. Fora escoteiro e desde cedo se mostrou bastante talentoso com sua comunicação, onde discursava em funerais, comícios políticos e até mesmo em um cerimonial de formatura, o que o tornou conhecido pelas autoridades itapevenses. Bequinho ainda participou de um importante evento em São José do Rio Preto, a Semana Euclidiana, no qual ficou em 2° lugar, estando entre mil candidatos. Ele também escrevia e atuava no teatro regional, inclusive como intérprete principal.

     Quanto ao seu acervo, ele deixou três cadernos de poesias – que se perderam – e o que ele mesmo publicou na época, em diferentes jornais, com destaque o jornal “O Tempo”, onde tinha uma coluna intitulada “Sussurros da Penumbra”. Nesse período também fez um programa de rádio chamado “Poeiras do Passado”.

     Veio a falecer em 21 de dezembro de 1951, aos vinte e dois anos, de morte natural, ao que consta, do coração.

     Em sua homenagem, foi posto seu nome em uma rua da Vila Bom Jesus, que é hoje a sua principal via. A inauguração da placa se deu um ano após a sua morte e seu descerramento foi feito por seu avô, o Major Ricardo Campolim de Almeida.

   Seu trabalho é composto por poesias, crônicas e outros escritos que abordam temas variados como: amor, paixão, saudade, despedida, ode, celebração, lembrança, entre outros. João é foi com certeza um marco para sua época e é com imenso prazer que fiz questão de apresenta-lo aqui, por meio da apresentação desse livro, que por meio de Vera Lucia Campolim reúne seus belos textos avulsos.



Por Juliete Vasconcelos,
autora da trilogia O Ceifador de Anjos

Nenhum comentário:

Postar um comentário