Resenha: O Resgate do Tigre

Autora: Coleen Houck
Editora: Arqueiro
Ano: 2012
Páginas: 432
Tradutor: Raquel Zampil

SINOPSE:
    "Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d´água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos. Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca - dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren -, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey.

    Em O resgate do tigre, a aguardada sequência de A maldição do tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página.
"
[SKOOB]

    O segundo livro da saga é muito mais recheado de aventuras do que o primeiro e nós aprendemos muito sobre mitologias sobre diferentes pontos de vista. Sem dúvidas esse livro me deixou extremamente empolgada, muito mais do que o primeiro, mas me irritou de igual forma.

    Os mesmos pontos que já tratei na resenha de A Maldição do Tigre se repetem aqui, porém de uma forma ainda mais intensa. Kelsey se assemelhou para mim com outras personagens, como Bella, de Crepúsculo, e Elena, de Diários de um Vampiro (que não recomendo a leitura). Ela se diz apaixonada por Ren, mas e a "piriguetagem"? Realmente me irritei com isso, além da personalidade um pouco dividida entre ser forte e ser insegura dela. Não é uma que eu me identifique.

    Porém, sou do tipo que não abre mão de um romance, nem mesmo por toda a fantasia que tanto amo. Fiquei agoniada em quase todo o livro com a "catástrofe" que apareceu, fiquei ainda com mais agonia e irritação quando o outro lado do romance começou a se formar, o de Kishan. E o que posso dizer sobre ele?

    Eu tenho um fraco, tanto na realidade quanto na literatura (e mais na literatura) pelo badboy. Não é segredo que eu me encantei por Kishan. E eu sou do tipo de leitora que escolhe um casal para "shippar" e fica nele sem fraquejar. Então sim, eu amei o irmão de Ren, Kishan, mas o meu casal permanece sendo Rensey. Neste livro ficou mais claro para mim que o irmão não merece passar pela mesma história, ele merece algo bom e apenas dele. Como já disse, eu sou uma romântica e não abro mão disso.

    Novamente, porém, voltamos a minha irritação. Muita coisa empolgante acontece no livro. Apesar de haver batalhas, esse livro mostra que em situações mais complicadas, devemos sempre usar a lógica antes da força e das habilidades. Foi algo que gostei muito, justamente por ter dificuldade em imaginar e acompanhar cenas rápidas de batalhas... Cérebro romântico e lógico não acompanha da mesma forma que um completo aventureiro. O perfeito equilíbrio é o que encontramos aqui e isso me deixou deliciada. Até, pelo menos, o final.

    Coleen conseguiu fazer comigo o que nenhuma outra autora conseguiu antes. Me fez odiar e amar o seu livro. Me fez ficar muito irritada a ponto de odiar muitos personagens, como Kelsey, Re e até a deusa Durga, amar outros, como Kishan e Sr. Kadam e ao mesmo tempo estar ávida pelo próximo livro. Apesar de eu ter certeza do que me espera e nesse caminho vir muito estresse junto, é um livro viciante. Não consegui largar enquanto não terminei e após fiquei pensando em todas as coisas que poderiam acontecer, criando várias hipóteses. O Resgate do Tigre é, para mim, a maior oposição que já me viciei antes.


Classificação:

Gênero
Fantasia
Romance

3 comentários:

  1. Oii,
    HAHAHAHA piriguetagem...to rindo.
    Comprei o primeiro da série..no caso é bacana saber que têm mais ação...
    Talvez amar e odiar seja bom :D
    Ótima resenha.

    tenha um ótimo domingo.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Sempre achei as capas dessa saga maravilhosas, mas nunca tinha parado para saber mais sobre a história mesmo. É mais interessante do que eu pensava, e tem mitologia <3 (ganhou pontos comigo), e eu também tenho um fraco por bad boys hehe

    ResponderExcluir
  3. Alo!
    Eu tinha uma amiga que estava lendo este livro, acabou que nos separamos antes dela poder me contar como era a história. Ele tem uma pegada de mitologia indiana? Deve ser bem bacana, eu mesmo não conheço muitos livros com essa temática.
    quatroselos.blogspot.com

    ResponderExcluir